Diário Oficial

Viaduto na BR-153 ainda não saiu do papel, mas já tem nome

Ordem de serviço foi assinada em 2019, mas obra ainda não tem autorização


Samuel straioto
Do Mais Goiás | Em: 24/01/2020 às 10:46:34

Viaduto na BR-153 ainda não saiu do papel, mas já tem nome. Ilustração: Prefeitura de Goiânia
Viaduto na BR-153 ainda não saiu do papel, mas já tem nome. Ilustração: Prefeitura de Goiânia

Foi publicada no Diário Oficial do Município, lei que institui o nome do viaduto sobre a BR-153 (Km 498 no sentido norte), fazendo a junção do Setor Universitário com o Jardim Novo Mundo, de Lauro Sérgio Belchior. A obra já foi lançada no segundo semestre de 2019, ainda não foi iniciada, pois depende de autorização da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

A sugestão do nome do viaduto foi do vereador Tiãozinho Porto (PROS). A matéria foi aprovada em dezembro e sancionada pelo prefeito Iris Rezende neste mês de janeiro.

Nesta semana, o prefeito Iris Rezende também confirmou que aguarda a autorização da ANTT, mas alertou que, caso o aval do órgão chegue sem tempo hábil para que as obras sejam concluídas até o fim do ano, o viaduto não será edificado na gestão dele.

“Estamos esperando a autorização do órgão federal para construção desse viaduto. Na semana passada, declarei que se a autorização não sair a tempo para a conclusão, não vamos começar. Não quero deixar obra inacabada”, destacou.

O projeto

A obra será executada pela Ibiza Construtora, que já detém a ordem de serviço e só aguarda liberação da ANTT. O cronograma de obras não foi confirmado. O custo da construção está orçado em R$ 7,6 milhões de reais.

Homenageado

Lauro Sérgio Belchior era tenente-coronel, médico aposentado da Polícia Militar de Goiás e especialista em Nutrologia. Ele foi presidente do Instituto de Previdência dos Servidores Municipais de Goiânia (IPSM) entre os anos de 2005 e 2012. Morreu aos 68 anos em agosto do ano passado. Lauro era pai do ex-deputado Samuel Belchior.


Publicidade