'Amor, Estranho Amor'

Xuxa perde ação contra Google após oito anos de tribunais

A apresentadora da Record pedia que o site de buscas tirasse do ar links que associassem seu nome a pedofilia


Murillo Soares
Do Mais Goiás | Em: 09/07/2018 às 11:22:29

(Foto: Reprodução)
(Foto: Reprodução)

Após oito anos de briga judicial, Xuxa Meneghel perdeu o último recurso que movia contra o Google. A apresentadora da Record pedia que o site de buscas removesse links ou frases que associavam seu nome a pedofilia e a outras práticas criminosas.

As buscas que misturam o nome da apresentadora a pedofilia se devem ao filme Amor Estranho Amor, de 1982. No longa-metragem, a personagem de Xuxa – que era uma garota de 16 anos na época das gravações – tem relações sexuais com um garoto de 12 anos.

 

BRIGA judicial

A história de Xuxa com Amor Estranho Amor é longa e cheia de plot twists. Quando ela fez o filme ainda era uma modelo pouco conhecida – e, aliás, seu papel é bem pequeno na produção.

Entretanto, anos mais tarde ela se tornou a Rainha dos Baixinhos e este fantasma começou a assombrar sua promissora carreira na televisão. Xuxa travou uma guerra com a produtora do filme e chegou a ganhá-la, detendo os direitos de exibição de Amor Estranho Amor.

A apresentadora só não conseguiu deter a internet, onde é muito fácil achar links para fazer o download do filme. Inclusive, a cena em que a personagem de Xuxa tem seu primeiro contato com o garoto viralizou no YouTube em 2010 e a frase “eu sou uma ursinha macia”, dita pela apresentadora no filme, acabou se tornando um meme.

Foi quando Xuxa entrou com sua primeira ação contra o Google. De lá para cá, perdeu e recorreu várias vezes.

Em maio do ano passado, o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro rejeitou por unanimidade um último recurso da Rainha dos Baixinhos, que recorreu mais uma vez. Agora, de acordo com Lauro Jardim, colunista do jornal O Globo, a decisão transitou em julgado.