Vítimas do Césio-137 esperam que valor da pensão chegue a R$ 1.100

Texto que avaliza reajuste foi aprovado na Comissão de Tributação da Assembleia e segue ao plenário

Associação das Vítimas do Césio 137 espera que reajuste de pensão chegue à R$1.100
Associação das Vítimas do Césio 137 espera que reajuste de pensão chegue à R$1.100 (Foto: arquivo pessoal)

A presidente da Associação das Vítimas do Césio 137, Suely Lino, se diz otimista com relação à aprovação do reajuste dos valores das pensões especiais vitalícias das vítimas, do acidente radioativo na capital. Hoje, a pensão estadual está em R$ 940, o que representa o salário mínimo de 2017. A entidade espera que valor chegue ao salário mínimo de R$1.100.

Projeto que avaliza o reajuste está em tramitação na Assembleia Legislativa (Alego). Foi aprovado na Comissão de Tributação na quarta (4) e segue agora para primeira votação no plenário.”Vai ser aprovado, porque é uma coisa que é direito da gente e vai ser muito bom para as pessoas que dependem desse dinheiro. Estamos recebendo muito pouco. Estamos a muito tempo pedindo esse reajuste e vínhamos lutando e esperamos chegar a um resultado agora”, afirma em entrevista ao Mais Goiás.

Leia também: Pensão para vítimas do césio 137 deve passar por reajuste

“Muitas vezes o valor já caiu sempre abaixo do salário mínimo e fica três ou quatro anos e quando reajusta pagam a diferença, os atrasados. E agora, está da mesma forma, estamos tentando e não estamos conseguindo. Mas, esperamos que agora saia para pelo menos o salário mínimo e paguem a diferença dos anos que ficou sem reajuste”, completa Suely.

Reajuste aprovado em Comissão

A Comissão de Tributação, Finanças e Orçamento da Assembleia Legislativa de Goiás (Alego) aprovou na quarta-feira (4), o relatório do deputado Álvaro Guimarães (DEM) à matéria de nº 1638/19, que reajusta os valores das pensões.

O benefício foi concedido pela lei 10.997, dois anos após a tragédia radiológica que ocorreu em Goiânia no ano de 1987.