Cidades

Vítima de marteladas, mulher passa por protocolo de morte cerebral em Anápolis

Agredida pela enteada de 15 anos enquanto dormia está em estado gravíssimo. Ela passará por uma bateria de exames para comprovar ou descartar a morte cerebral


Hugo Oliveira

Do Mais Goiás | Em: 11/02/2018 às 09:50:28


Vítima foi agredida enquanto dormia | Foto: Reprodução/ Facebook
Vítima foi agredida enquanto dormia | Foto: Reprodução/ Facebook

Equipe médica do Hospital de Urgências de Anápolis (Huana) iniciou protocolo para avaliar a possível morte cerebral de Ivone Sonara Pereira Nunes (28). A mulher, vítima de marteladas desferidas pela enteada de 15 anos, está em estado gravíssimo, desde que deu entrada no hospital na última terça-feira (6). A paciente passará por exames como exame de sangue e doppler encefálico, entre outros, que ajudarão a determinar ou descartar o quadro de morte cerebral.

De acordo com a coordenadora do hospital, Simone Rodrigues, Ivone passará por novos exames neste domingo (11). “Ela já estava entubada quando deu entrada no hospital com grave trauma crânio-encefálico. Enquanto o protocolo não é finalizado, a paciente passa por tratamento farmacológico, com remédios, já que o caso não é de cirurgia. Ela também está sendo monitorada pela equipe de neurocirurgia do Huana”, observa.

O caso

A enteada, uma adolescente de 15 anos foi apreendida na quarta-feira (7), no Jardim Nova Esperança, em Anápolis, após ter confessado o crime. À delegada Marisleide Santos, a garota afirmou que desferiu golpes de martelo na cabeça da madrasta enquanto a mulher dormia. O motivo não foi revelado.

Segundo a PM, antes de confessar, a menina tentou enganar os familiares da vítima, dizendo que teria encontrado a mulher na cama, coberta de sangue e com ferimentos na cabeça.