Do Mais Goiás

Vilmar Rocha defende legado do Tempo Novo em Goiás

Presidente do PSD diz que mantém amizade com ex-governador Marconi, com quem conversa frequentemente

Vilmar Rocha defende legado do Tempo Novo em Goiás
Vilmar Rocha defende legado do Tempo Novo em Goiás (Foto: Reprodução/PSD)

Em entrevista ao Podcast Poder em Jogo, do Mais Goiás, o presidente do PSD Goiás Vilmar Rocha disse que conversa de forma frequente com o ex-governador Marconi Perillo (PSDB). Ele, que não definiu se a sigla se aliará ao governador Ronaldo Caiado (DEM) em 2022 ou terá candidatura majoritária própria, disse que o legado dos 20 anos do grupo de Marconi [Tempo Novo], no Estado, será valorizado pelo tempo.

“O tempo é o senhor da razão. Eu participei dos 20 anos. Até o fim. 2018 foi o fim de um ciclo, mas minha amizade é grande e fraterno”, declarou. Sobre o futuro, ele diz que irá avaliar o melhor para o partido. “Meu projeto é fortalecer o PSD.”

Mesmo garantindo que só no ano que vem terão discussões sobre chapas e alianças, Vilmar diz que o melhor para a sigla é ter candidatura própria ao governo, pois esta lidera a chapa majoritária. “E se tivermos candidatura própria, podemos aliar com A ou B”, diz ele ao revelar que tem conversado com outras legendas, inclusive, com o MDB de Daniel Vilela.

“De qualquer maneira, haverá oposição em Goiás. Não será candidatura única. Uma candidatura alternativa é importante para a democracia”, arremata.

Leia também:

Presidente do PSD, Vilmar Rocha avalia gestão Caiado como “razoável”