Hygor Ferreira
Do Mais Goiás

Vila tem bom retrospecto contra Juventude, adversário desta quinta-feira

Jogo ocorre às 21h30, no OBA e quem avançar garante R$ 1 milhão e 700 mil

Foto: Douglas Monteiro/Vila Nova

A bola vai rolar para Vila Nova e Juventude nesta quinta-feira (7), às 21h30, no estádio Onésio Brasileiro Alvarenga, pela 2ª fase da Copa do Brasil. No último confronto entre as duas equipes pela competição, os gaúchos avançaram nos pênaltis, porém o colorado se apega ao retrospecto positivo contra a equipe: nos últimos 10 confrontos foram três vitórias, duas derrotas e cinco empates.

Outro fator que pode fazer a diferença na partida é o conhecimento do rival e dentro do colorado o time irá para a partida com toda a formatação do rival detalhada pelo treinador Wagner Lopes, que detalhou entre as qualidades da equipe a bola parada, com jogadores altos tanto na defesa, quanto no ataque.

“Sempre estudamos muito e sabemos as variações deles. Tem dois laterais com força e velocidade, que cruzam muito bem. Eles possuem uma movimentação entre linhas muito perigosa com os pontas. E os cruzamentos na área para o Matheus Peixoto. Estudamos bem os detalhes para marcar a origem das jogadas”, disse o treinador colorado.

Apesar de ter jogado com um time alternativo no último jogo contra o Goianésia, Wagner Lopes destacou chateação com a derrota, até por isso destacou que para o confronto diante do Juventude não poderá faltar vontade nem raça dos jogadores dentro de campo.

“O equilíbrio é tudo. Não só emocional, mas nas partes do jogo também. Mas a vontade e a raça para o Vila é fundamental, se não der a vida pelo clube não tem como jogar aqui. Precisamos jogar no limite para alcançarmos o resultado que a gente quer que é a classificação”, completou o treinador.

Em relação ao time, Wagner Lopes deve entrar com o que tem de melhor no elenco. Na lateral esquerda, Thiago Carleto que foi titular no último jogo não teve lesão confirmada e está liberado para o jogo diante do Juventude. Outro que também tem condições de jogo é o meia Alan Mineiro, que está suspenso pelo TJD/GO, porém a suspensão vale apenas para o Goianão e na Copa do Brasil ele está liberado.