Série B

Vila Nova empata com Brasil (RS) no Serra

Apesar de pressão colorada, visitante se segurou com boa atuação do goleiro Marcelo Pitol. Tigre não vence em casa há mais de dois meses


Raphaela Ferro
Do Mais Goiás | Em: 17/07/2018 às 22:38:54


O Vila Nova parou em Marcelo Pitol nesta terça-feira (17). O goleiro visitante fez grandes defesas e foi o maior responsável pela manutenção do 0 a 0 no placar da partida entre o colorado e o Brasil, de Pelotas (RS), no Estádio Serra Dourada, válida pela 16ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, o Tigre se mantém no grupo dos quatro primeiros na tabela, mas amarga mais de dois meses sem vencer em casa – a última vitória foi contra o Goiás em maio.

As duas equipes fizeram um duelo bem movimentado. O Brasil chegou ao ataque primeiro, em jogada individual de Pereira, depois em cobrança de falta de Bruno Collaço e, na sequência, escanteio. Em nenhuma das situações exigiu atuação do goleiro Rafael Santos. O Vila tinha dificuldade de sair do seu campo de defesa. Só aos 10 minutos conseguiu chegar perto do gol defendido por Marcelo Pitol. Reis acreditou na jogada pela esquerda, a bola ficou viva na área, Alan Mineiro a achou e chutou para o gol. Mas a defesa xavante a afastou. Pouco depois, do outro lado, Luiz Eduardo acertou o travessão colorado. Aos 22, em cobrança de falta, Pereira também passou perto.

Reis voltou a arriscar um contra-ataque pela esquerda, aos 28 minutos, mas foi desarmado antes de entrar na área. O Vila teve outra boa chance aos 33 minutos, quando Giaretta lançou Wellington Reis na esquerda. Ele jogou a bola para área, mas lá não havia pé para empurra-la. As investidas do Tigre aumentaram, com os jogadores levando perigo ao gol adversário, mas ainda finalizando pouco. O Brasil se fechou e segurou os zeros no placar até o final do primeiro tempo.

O começo de segundo tempo anunciava a manutenção da presença vilanovense na área adversária. Apesar da pressão colorada, havia pouco acerto no chute final. Aos 5 minutos, Mateus Anderson recebeu a bola na direita e se encorajou. O chute exigiu que Marcelo Pitol se esticasse para fazer a defesa, mas os jogadores da casa não conseguiram aproveitar a sobra. Aos 14, a torcida pedia a entrada de Alex Henrique, após os jogadores colorados perderem mais uma grande chance em ação de ataque. O pedido foi atendido aos 19 minutos. Alex Henrique entrou aplaudido para a saída de Ramon, que ouviu algumas vaias.

Com ele, o Vila continuou tentando, insistindo. Alan Mineiro chutou à distância, mas parou em Pitol. Aos 28, Mateus Anderson, sozinho, frente ao goleiro, cabeceou para baixo e viu o goleiro defender com a ponta dos dedos. Ele ainda impediu o gol na cobrança de escanteio que veio logo depois. Ja no final, o arqueiro da equipe gaúcha ainda fez outra importante defesa após cabeceio do estreante Anderson Cavalo. Toda a insistência colorada não se tornou gol. O placar se manteve 0 a 0 até o fim.

FICHA TÉCNICA
VILA NOVA 0 x 0 BRASIL DE PELOTAS

VILA NOVA: Rafael Santos; Maguinho, Wesley Matos, Diego Giaretta e Hélder; Geovane (Moacir), Wellington Reis e Alan Mineiro; Mateus Anderson (Anderson Cavalo), Reis e Ramon (Alex Henrique). Técnico: Hemerson Maria.

BRASIL: Marcelo Pitol; Éder Sciola, Rafael Freitas, Rafael Dumas e Bruno Collaço; Leandro Leite, Itaqui, Valdemir, Kaio Nunes (Lourency) e Pereira (Maicon Assis); Luiz Eduardo (Nirley). Técnico: Gilmar Dal Pozzo.

LOCAL: Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO). ÁRBITRO: Andrey da Silva e Silva (PA). ASSISTENTES: Márcio Gleidson Correia Dias e José Ricardo Guimarães Coimbra (ambos PA). PÚBLICO: 6.285 pagantes. RENDA: R$ 111.575,00.