DESRESPEITOU QUARENTENA

Vídeo mostra suposta reunião promovida pelo prefeito de Valparaíso de Goiás

Encontro aconteceu durante vigência do decreto que proíbe aglomerações


Artur Dias
Do Mais Goiás | Em: 03/04/2020 às 18:58:38

O prefeito de Valparaíso de Goiás, Pábio Mossoró (MDB). (Foto: Reprodução)
O prefeito de Valparaíso de Goiás, Pábio Mossoró (MDB). (Foto: Reprodução)

Um vídeo que mostra uma suposta reunião promovida pelo prefeito da cidade de Valparaíso de Goiás, Pábio Mossoró (MDB), circulou nas redes sociais dos moradores da região. O evento teria acontecido na noite de quinta-feira (2), durante a vigência do decreto do governo do estado, que proíbe aglomerações como medida de combate à pandemia pelo coronavírus.

As imagens foram feitas por uma pessoa que passava no local. Nela, é possível ver um círculo de pessoas sentadas e cadeiras enquanto um homem está no meio conversando. Nesse momento o autor do vídeo diz “Pábio Mossoró fazendo reunião. Olha o prefeito fazendo reunião”.

De acordo com testemunhas, a reunião teria acontecido por volta das 19h30 da noite no Setor Parque Esplanada III . Um morador da região, que não quis se identificar, afirmou que seguranças impediam qualquer pessoa de gravar ou fotografar o evento.

Um profissional liberal, que também pediu anonimato, disse que a população está revoltada com a situação. “Estamos indignados. Estamos respeitando o decreto, mas o principal mandatário da cidade não pode dar esse exemplo. As pessoas vêem isso e falam: ‘se ele pode, eu posso’.

O Mais Goiás tentou contato com o prefeito, mas até o fechamento da matéria, às 18h58, as ligações não foram atendidas. O espaço está aberto para manifestação.

Coronavírus em Brasília

Localizada a 188 km de Goiânia, Valparaíso faz parte do Entorno do Distrito Federal. De acordo com o boletim epidemiológico do Governo do Distrito Federal publicado nesta sexta-feira (3), Brasília possuí 400 casos confirmados de infecção pelo coronavírus. Até o momento, cinco pessoas morreram na região.

O elevado número de casos levou o governador do estado, Ronaldo Caiado (DEM), a articular junto ao Ministério da Saúde a instalação de um Hospital de Campanha em Águas Lindas de Goiás.  “Infelizmente nós não temos uma estrutura hospitalar capaz de atender uma demanda enorme, de mais de 1,2 milhão de pessoas na região. Além disso, como Brasília está com um processo de disseminação muito alto, estamos tomando todas as precauções”, disse Caiado.