Francisco Costa
Do Mais Goiás

“Variante da covid está em contaminação comunitária”, diz Caiado

Governador diz que expansão de leitos de UTI não seria suficiente

“Variante está em contaminação comunitária”, diz Caiado em anúncio de possível lockdown
“Variante está em contaminação comunitária”, diz Caiado em anúncio de possível lockdown (Foto: Jucimar de Sousa / Mais Goiás)

Durante coletiva com prefeitos da reunião metropolitana, que anunciaram a possibilidade de iniciar um lockdown a partir de segunda-feira (1), o governador Ronaldo Caiado (DEM) afirmou que “a variante [da Covid] já está em contaminação comunitária [em Goiás]”. Contaminação comunitária é quando as autoridades sanitárias não sabem mais onde está o foco de transmissão do vírus.

Segundo o governador, mesmo com mais de 390 leitos de UTI e a ampliação, na próxima semana, em mais 60, estes não serão suficientes para enfrentar a nova cepa, se nada for feito.

De acordo com o Caiado, a nova cepa da doença, além de evolução rápida, atinge pessoas com faixa etária mais jovem. “Mesmo com a estrutura expandida, chegando a 394 leitos de UTI destinados a pacientes com Covid, abrindo mais 60 na semana que vem, isso não será suficiente, se nada for feito.”

Apesar da declaração de Caiado, dados do governo do Estado indicam 407 leitos de UTI para a Covid. Atualmente, a ocupação está em 92,87% – os números são dinâmicos e foram verificados às 18h30. No último dia 14, eram 274 leitos com essa mesma destinação.

Reunião definitiva

O prefeito de Goiânia Rogério Cruz (Republicanos) afirmou, durante a coletiva, que os secretários municipais de Saúde da região metropolitana se reúnem ainda hoje para definir um possível decreto conjunto de lockdown a ser emitido no sábado (27), com efeitos já na segunda-feira.

“Amanhã estaremos apresentando o decreto para ter a melhor condição de cuidar da nossa população”, informou Rogério. “Realizamos uma reunião para iniciar um trabalho conjunto com a região metropolitana, juntamente com Caiado. Tivemos a presença de 11 prefeitos”, completou.

Os prefeitos de Goiânia e Aparecida já avaliavam desde quinta-feira (25) a possibilidade de editar o lockdown nas respectivas cidades. Nesta sexta (26), eles se reuniram com o governador Ronaldo Caiado (DEM) para debater o assunto.