Pandemia

Vaquejada é interrompida durante lockdown em Teresina e público foge

Segundo a Guarda Municipal, cerca de cem pessoas estavam na vaquejada, dezenas sem máscara facial e consumindo bebidas alcoólicas, apesar da proibição


FolhaPress
FolhaPress
Do FolhaPress | Em: 12/07/2020 às 18:39:26

(Foto: Divulgação/Guarda Municipal)
(Foto: Divulgação/Guarda Municipal)

Uma vaquejada que ocorria na manhã deste domingo (12) em Teresina foi interrompida pela Polícia Militar e pela Guarda Municipal. A capital do Piauí está em lockdown determinado por decreto municipal que prevê medidas mais restritivas de isolamento social nos fins de semana para conter o avanço da covid-19. Eventos estão proibidos para não causar aglomerações.

Segundo a Guarda Municipal, cerca de cem pessoas estavam na vaquejada, dezenas sem máscara facial e consumindo bebidas alcoólicas, apesar da proibição imposta pelos decretos da Prefeitura de Teresina e do governo do Piauí. No local, havia muitos animais, como cavalos de raça e bois, além de vários carros de luxo. Com a chegada dos guardas municipais e policiais, a maioria dos participantes fugiu.

Segundo a Guarda Municipal, uma denúncia anônima informou que o evento estava sendo realizado no bairro Esplanada, na zona sul de Teresina. Uma equipe foi até o local e comprovou a irregularidade.

O comandante da Guarda Municipal de Teresina, coronel John Feitosa, disse que foi realizado um TCO (Termo Circunstanciado de Ocorrência) pela Polícia Militar contra o organizador do evento. O responsável pela vaquejada tentou justificar que se tratava de uma festa de aniversário e que só havia dez pessoas.

Ele vai responder por crime contra a saúde pública. O nome dele não foi divulgado. O UOL tentou localizar a defesa do organizador da vaquejada na tarde de hoje, mas não conseguiu.

“Num momento deste, não justifica a realização de um evento dessa natureza. A organização alegou que era aniversário de um amigo, que não justifica a conduta, e que só estariam dez pessoas, mas comprovamos a aglomeração com dezenas de participantes. Desta forma, acionamos a Polícia Militar para dar apoio e foi lavrado um TCO”, explicou Feitosa.

O Decreto Municipal 19.890 determina lockdown nos sábados deste mês, dias 11, 18 e 25, e domingos, dias 12, 19 e 26. Estão proibidos o serviço de transporte coletivo municipal, funcionamento de supermercados e postos de combustíveis. A venda de bebidas alcoólicas e consumo em locais públicos também estão proibidos em cumprimento a decreto do governo do Piauí.

Nos fins de semana de julho estão liberados o funcionamento de farmácias e drogarias, serviços de saúde, segurança e vigilância, delivery exclusivo para entrega de produtos de alimentação pronta, comunicação e situações comprovadas de urgência e emergência.

O decreto libera ainda funcionamento de serviços básicos, como energia elétrica, saneamento básico, funerários, segurança pública, telecomunicações e radiodifusão, além de estabelecimentos que funcionam operando fornos, em turnos ininterruptos de 24 horas, contanto que todos estejam cumprindo as normas sanitárias de contenção ao novo coronavírus.

Teresina registra 11.997 pessoas infectadas pelo novo coronavírus e 513 pessoas mortas com covid-19, segundo dados da Fundação Municipal de Saúde. Já o Piauí tem 32.963 pessoas infectadas pelo novo coronavírus e 936 óbitos por covid-19.

Atualmente, segundo dados do governo divulgados ontem, 885 pessoas com covid-19 estão internadas em hospitais, sendo 556 em leitos clínicos, 304 em leitos de UTIs (Unidade de Terapia Intensiva) e 25 pacientes em leitos e estabilização.