Saúde

UPA da Chácara do Governador deve ser entregue em até 120 dias

Cais será transformado em Unidade de Pronto Atendimento porte 2


Samuel straioto
Do Mais Goiás | Em: 07/01/2020 às 12:22:57

UPA da Chácara do Governador deve ser entregue em até 120 dias. (Foto: Samuel Straioto)
UPA da Chácara do Governador deve ser entregue em até 120 dias. (Foto: Samuel Straioto)

Foram lançadas oficialmente as obras de reforma e ampliação do Cais da Chácara do Governador. O local será transformado em uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Porte 2, que tem como característica a capacidade para atendimentos de baixa e média complexidade, semelhante à UPA Novo Mundo entregue em setembro de 2019.A previsão é que a entrega ocorra em até quatro meses.

“Ao final da construção, este local será transformado em UPA. Não será uma simples unidade, mas terá condições de atender esta vasta região, com mais de 100 mil pessoas que vivem em bairros desta região”, declarou o prefeito Iris Rezende.

A Secretaria Municipal de Saúde informou que a sala de reanimação será ampliada, passando de um para três leitos. Serão criadas uma enfermaria pediátrica, salas de isolamento e gesso. Já o número de consultórios médicos aumentará de três para cinco.

“Quando a gente transforma uma unidade em UPA, a gente solicita uma análise do Ministério da Saúde. Esta adequação estrutural é mais segurança para o paciente. Vamos ter uma enfermaria de isolamento. Três consultórios no atendimento de urgência e emergência, vão passar a ser cinco consultórios. Isso tudo vai ser conseguido com a ampliação da área construída, que vai ganhar mais 500 metros quadrados”, destacou a secretária municipal de Saúde, Fátima Mrué.

As outras duas UPAs existentes em Goiânia, a Itaipu e a Noroeste, são de Porte 3 com estrutura para atendimentos de média e alta complexidade.

Atualmente, a unidade realiza uma média de 200 atendimentos de emergência por dia e 100 na parte de ambulatório nas especialidades médicas de ginecologia, urologia, dermatologia e alergia. O Cais também oferece serviços de psicologia, fonoaudiologia e odontologia. Com a ampliação, a unidade passará a ter também ortopedista e pediatra.

Durante as obras

Os 256 servidores do Cais foram remanejados para outras unidades, como a Upa Novo Mundo, o Cais Vila Nova e o Cais Amendoeiras. Alguns médicos e técnicos de enfermagem vão para o Cais de Campinas. A secretária diz que vereadores da região foram chamados, o conselho de saúde e moradores para informar as mudanças.

“A população não vai perder nada em atendimento durante as obras, terá apenas o transtorno de procurar um local um pouco mais distante para receber o atendimento”, argumentou Fátima Mrué.