FolhaPress

Tufão que atingiu Filipinas no Natal deixa ao menos 16 mortos

Chamado localmente de Ursula, o tufão atingiu a porção central do arquipélago, afetando a rotina de cerca de 45 mil pessoas em meio às celebrações de Natal

Tufão que atingiu Filipinas no Natal deixa ao menos 16 mortos
Além de destruir casas e derrubar árvores, o fenômeno causou inundações e exigiu o bloqueio de portos e rodovias no país

Ao menos 16 pessoas morreram em decorrência do tufão Phantone, que atingiu as Filipinas com ventos de até 195 km/h nesta quarta-feira (25), segundo informou o governo local. Foram contabilizados ainda dois feridos e seis desaparecidos.

Chamado localmente de Ursula, o tufão atingiu a porção central do arquipélago, afetando a rotina de cerca de 45 mil pessoas em meio às celebrações de Natal -em uma região majoritariamente católica-, ainda de acordo com o comunicado emitido no dia seguinte ao desastre.

Além de destruir casas e derrubar árvores, o fenômeno causou inundações e exigiu o bloqueio de portos e rodovias no país. Entre os efeitos do tufão, ainda está a queda de energia elétrica em 115 cidades, incluindo locais turísticos.

Localizado no Círculo de Fogo do Pacífico, região de intensa atividade vulcânica, o país é alvo frequente de desastres naturais. Em 2019, ao menos 20 tufões atingiram as Filipinas -o mais recente, chamado Kammuri, deixou 17 mortos no início de dezembro.