FolhaPress

TSE vai investigar se houve propaganda antecipada e abuso de poder em ato do 7 de Setembro

Será investigado também se houve pagamento de transporte e diárias a quem participou de manifestação de raiz golpista pró-Bolsonaro

TSE vai investigar se houve propaganda antecipada e abuso de poder em ato do 7 de Setembro
TSE vai investigar se houve propaganda antecipada e abuso de poder em ato do 7 de Setembro (Foto: Agência Brasil - Divulgação)

O corregedor-geral da Justiça Eleitoral, ministro Luis Felipe Salomão, vai apurar se houve propaganda antecipada e abuso de poder em manifestações bolsonaristas de raiz golpista no 7 de setembro.

Decidida nesta quarta-feira (15), a investigação decorre de provas de vídeo e notícias divulgadas pela imprensa juntadas pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral) e que levantaram suspeitas de que a mobilização em apoio ao presidente Jair Bolsonaro pode ter sido financiada por empresários ou políticos.

Será apurado também se houve pagamento de transporte e diárias a quem participou dos atos e se houve conteúdo de campanha eleitoral antecipada, informou a corte eleitoral.

Nos atos do dia 7, Bolsonaro escalou mais uma vez a crise institucional no país, ameaçou o STF (Supremo Tribunal Federal) e disse que não cumpriria mais ordens judiciais do ministro Alexandre de Moraes.

A atuação do presidente aumentou a pressão da classe política pelo impeachment do presidente, e, dois dias depois, ele divulgou nota retórica em que abaixa o tom com os demais Poderes.