Confronto

Troca de tiros termina com dois mortos e três são presos em Aparecida de Goiânia

De acordo com a PM, os envolvidos pertenciam a uma facção criminosa especializada em roubo a bancos e tráfico de drogas


Kayque Juliano
Do Mais Goiás | Em: 17/02/2019 às 15:37:07

Droga apreendida no local do confronto (Foto: Divulgação/ Rotam)
Droga apreendida no local do confronto (Foto: Divulgação/ Rotam)

Dois homens suspeitos de envolvimento com roubo a bancos e tráfico de drogas foram mortos após um confronto com policiais de Rondas Ostensivas Táticas Metropolitanas (Rotam), na noite deste sábado (16), no Setor Mansões Paraíso, em Aparecida de Goiânia. De acordo com a PM, outros três integrantes da facção criminosa, especializada em roubos a bancos e tráfico de drogas, foram presos durante a troca de tiros.

Segundo a corporação, as equipes receberam uma denúncia de que a quadrilha estaria em uma casa no Setor Mansões Paraíso. Os militares foram até o endereço informado para conferir a denúncia e, segundo a PM, ao chegar no imóvel, foram recebidos a tiros por dois dos suspeitos. No tiroteio, os criminosos, que não tiveram a identidade divulgada, foram alvejados.

Equipes de resgate foram até o endereço, mas constataram a morte dos suspeitos no local. Outros três homens que não resistiram a abordagem foram presos em flagrante. Entre eles, um responsável pela morte de um policial em 2015.

De acordo com a PM, todos os envolvidos são do Pará e chegaram recentemente em Goiás para cometer crimes de roubo a banco e tráfico de drogas. O fato de todos terem tatuagem do peixe carpa, levantou a suspeita dos policiais de que os mesmos pertencem a uma facção criminosa de São Paulo. O nome da suposta organização não foi divulgado.

No local do confronto os policiais apreenderam 219 quilos de maconha, 26 metros de cordel detonante, 25 emulsões explosivas, cinco estopins hidráulicos, um revólver calibre 38, uma pistola ponto, além de munições. Os materiais e os presos foram apresentados na 4º Delegacia de Polícia Civil.