Trio é preso suspeito de roubar celulares em terminal de cargas de companhia aérea, em Goiânia

Uma câmera de segurança mostra o momento exato da ação. Na gravação é possível ver que cinco homens participam do roubo


Da Redação
Do Mais Goiás | Em: 16/10/2019 às 19:46:40

Trio é preso suspeito de roubar celulares em terminal de cargas de companhia aérea, em Goiânia (Foto: Divulgação/PM)
Trio é preso suspeito de roubar celulares em terminal de cargas de companhia aérea, em Goiânia (Foto: Divulgação/PM)

Três homens foram presos, na tarde desta quarta-feira (16), suspeitos de roubar celulares do terminal de cargas de uma companhia aérea, no Setor Santa Genoveva, em Goiânia. De acordo com a Polícia Militar (PM), cerca de 200 aparelhos foram encontrados com o trio.

Foram detidos Washington Cardoso de Souza, de 20 anos; Gleibson Caboclo de Oliveira, de 28, e Everton Silva Moura, de 19. Segundo o aspirante, dois deles possui passagens pela polícia, mas que ambas não poderiam ser divulgadas devido a nova política da Secretaria de Segurança Pública (SSP).

O aspirante Maxwell Souza afirma que os suspeitos chegaram armados no local por volta das 3 horas da manhã desta madrugada. Uma câmera de segurança mostra o momento exato da ação (veja abaixo). Na gravação é possível ver que cinco homens participam do roubo. Quatro deles pegam as caixas com os aparelhos e um rende os seguranças. “Ainda não sabemos se a quantidade encontrada com eles eram a totalidade de aparelhos que foram extraviados do local, pois a companhia ficou de nos passar essa quantidade”, conta.

Ainda de acordo com o policial, o grupo agiu com dois veículos: um Fiat Strada e um Chevrolet Astra. Após o confrontar informações, os policiais abordaram um dos suspeitos, que estava alguns aparelhos. Posteriormente, ele levou os militares até uma residência no Parque das Amendoeiras, também em Goiânia. Lá foram encontrados mais dois suspeitos e o restantes dos aparelhos. “Eles disseram que os celulares ficariam no local para ver se tinham algum tipo de rastreamento. Logo após, os aparelhos seriam vendidos a receptadores”, destaca o policial.

Os detidos foram levados à Central de Flagrantes. Os policiais ainda buscam os demais suspeitos.