Trio é preso suspeito de espancar técnica de enfermagem no HCamp de Catalão

A vítima teve ao menos um dos punhos quebrado e sofreu várias lesões na cabeça e nos braços; funcionária ainda foi derrubada e alvo de chutes

Prontuários jogados no chão no Hospital de Campanha de Catalão

Três pessoas suspeitas de envolvimento no espancamento de uma técnica de enfermagem, de 51 anos, foram presos na terça-feira (1), em Catalão, no Sudoeste do estado. De acordo com registro da Polícia Militar (PM), eles teriam se irritado com a demora no atendimento no Hospital de Campanha (HCamp) e acabaram agredindo a profissional, que teve um dos punhos quebrado.

O caso de violência ocorreu na noite de segunda-feira (31) quando uma mulher teria ido à unidade em busca de um exame de tomografia. Ao saber que não estava pronto, se irritou e atirou prontuários ao chão. Não contente, entrou, junto com o marido e o pai, dentro da cozinha da unidade e agrediu a técnica de enfermagem.

Segundo informações da prefeitura de Catalão, a profissional de saúde foi agredida no rosto, com chutes na cabeça e puxões de cabelo. A vítima teve um dos pulsos quebrado e várias lesões na cabeça e nos braços.

Após o ato, os agressores fugiram do local.

Versão

O governador Ronaldo Caiado se repreendeu o ato de violência em sua conta no instagram. Ao contrário do que informaram prefeitura e PM, a publicação aponta que a servidora ficou com dois punhos quebrados:

 

Ver essa foto no Instagram

 

Logo cedo fui informado que uma técnica de enfermagem havia sido espancada e teve os dois pulsos quebrados pela esposa de um paciente no HCamp de Catalão. O motivo: a demora no resultado de um exame. Uma história absurda e inadmissível. Como médico, eu sei o quanto a rotina de um profissional da saúde é naturalmente exaustiva. Quando enfrentamos uma pandemia, então, o esforço é muito maior. Mais do que nunca esses profissionais precisam do nosso respeito e empatia. Afinal, estão doando suas vidas para salvar outras vidas, como a do marido da agressora. Que isso não se repita e que a polícia apure os fatos e a justiça puna os responsáveis.

Uma publicação compartilhada por Ronaldo Caiado (@ronaldocaiado) em

Prisão

A Polícia Militar foi, então, ao encalço do trio e acabou encontrando um deles, que foi autuado em flagrante. Os outros dois se apresentaram à delegacia de Catalão. Eles devem ser autuados pelos crimes de lesão corporal, desacato e dano ao patrimônio público.