Trio é preso suspeito de aplicar mais de R$ 22 mil em golpes contra vítimas do MA e AM

Vítimas eram de São Luís e Manaus, mas contas bancárias eram de Goiânia e Senador Canedo

Três são presos suspeitos de golpes de mais de R$ 22 mil em vítimas de MA e AM
Suspeitos de golpe fizeram duas abordagens contra a mesma vítima do Maranhão (Foto: Divulgação - PC)

Trio de jovens foi preso suspeito de aplicar mais de R$ 22 mil em golpes contra vítimas do Maranhão (MA) e Amazonas (AM). Eles teriam se passado por conhecidos dos alvos.

De acordo com a Polícia Civil, o primeiro caso aconteceu na última terça-feira (31). A vítima de 78 anos, moradora de São Luís, acreditou ter recebido um pedido de ajuda de um amigo, via aplicativo de mensagens.

Os suspeitos pediam um depósito de R$4.888,00, alegando que precisavam fazer um pagamento urgente. A devolução era agendada para o dia seguinte ao “empréstimo”. A vítima efetuou os depósitos, mas continuou sendo alvo de abordagens.

Segunda abordagem contra vítima do Manhanhão (MA)

Não satisfeitos com o primeiro depósito, os criminosos indicaram uma segunda conta bancária para o recebimento de um segundo pedido. O valor era de R$ 11 ml. A quantia fez com que a vítima desconfiasse e acionasse a polícia.

A partir das investigações, descobriu-se que as duas contas bancárias indicadas nas duas abordagens à moradora de São Luís, eram de pessoas que moram em Goiânia.

Dois os suspeitos foram identificados após buscas. Ambos disseram que haviam emprestado suas contas para pessoas que pagaram cerca de R$ 300,00 por elas. Prisões ocorreram no Setor Flamboyant e no Setor Capuava.

Três são presos suspeitos de golpes de mais de R$ 22 mil em vítimas de MA e AM

Três são presos suspeitos de golpes de mais de R$ 22 mil em vítimas de MA e AM (Foto: Divulgação – PC)

Vítima do Amazonas

O segundo crime aconteceu contra uma vítima de 52 anos, moradora da cidade de Manaus, no estado do Amazonas. Os criminosos abordaram a vítima se passando pelo irmão dela, alegando que o aplicativo do banco estava com problema e precisava pagar um fornecedor.

A vítima transferiu R$6.501,05 para uma conta localizada no estado de Goiás. A mulher só percebeu o golpe depois de ligar para o irmão.

O dono da conta bancária foi identificado e preso no Residencial Pedro Miranda, em Senador Canedo.

*Larissa Feitosa compõe programa de estágio do Mais Goiás sob supervisão de Hugo Oliveira.