Roubo

Trio assalta posto de combustíveis e loja de conveniência no Setor Rodoviário

Antes disso, posto foi assaltado há três semanas. Estabelecimento fica nas imediações da SSP


Hugo Oliveira
Do Mais Goiás | Em: 03/03/2018 às 10:42:30

Câmeras de segurança flagram ação criminosa (Imagem: reprodução)
Câmeras de segurança flagram ação criminosa (Imagem: reprodução)

Um posto de combustíveis que fica a cerca de 500 metros da sede da Secretaria de Segurança Pública (SSP), no Setor Rodoviário, foi assaltado por três homens às 5h29 da madrugada deste sábado (3). De acordo com funcionários, o trio, com pelo menos dois integrantes armados com revólveres, levou cerca de R$ 660 dos frentistas e da loja de conveniência. Ninguém foi ferido e os ladrões fugiram em um Renault Sandero prata, de placa NEI-7977. Imagens do circuito de segurança gravaram a atuação dos criminosos dentro da loja e na pista onde ficam as bombas de combustível. Segundo funcionários o horário que aparece nas gravações está desajustado.

De acordo com o gerente, que não quis ter a identidade revelada, o prejuízo só não foi maior porque um dos funcionários tinha acabado de realizar um depósito no cofre. “Levaram R$238 do posto, mais R$ 330 da conveniência. Uma cliente que estava na loja quase teve o celular roubado, mas ela não entregou, foi empurrada e o bandido deixou pra lá. Ela não se machucou. O mais importante é que a integridade física das pessoas ficou intacta”, disse. Confira o vídeo da ação na pista de bombas:

A Polícia Militar (PM) foi acionada, mas, segundo o gerente, uma viatura só chegou ao local por volta das 8h, quase três horas após o crime. “Nesse horário os PMs estão trocando de turno, então ninguém atende telefone e eles demoram a vir. Acredito que os bandidos se aproveitaram desse detalhe”.

Segundo ele, durante o assalto, funcionários conseguiram anotar a placa do veículo para repassar à PM. “Quando eles averiguaram, descobriram que o carro tinha sido roubado 10 minutos antes do assalto”. Veja vídeo do roubo dentro da loja de conveniências:

O gerente lembra que o posto foi assaltado há cerca de três semanas. “Os funcionários acham que são os mesmos assaltantes. Da última vez levaram R$300. Se continuar desse jeito, vamos ter que encerrar as operações à noite e madrugada e três pessoas podem perder o emprego. Triste, mas não vale o risco de perder a vida”.

O crime foi registrado na Central de Flagrantes da Polícia Civil. O Mais Goiás não conseguiu mais informações com agentes do local. A Assessoria de imprensa da PM afirmou não ter encontrado ocorrência registrada no sistema sobre o caso.