FolhaPress

Tribunal confirma público em Flamengo x Grêmio pela Copa do Brasil

Segundo a Secretária Municipal de Saúde do Rio de Janeiro, eles irão acompanhar os torcedores por 15 dias

Jogadores do Flamengo ao lado do lateral Rafinha, do Grêmio
Jogadores do Flamengo ao lado do lateral Rafinha, do Grêmio. Foto: Alexandre Vidal - Flamengo

O presidente do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva), Otavio Noronha, disse nesta segunda (13) que ainda não há data para analisar o pedido de suspensão de uma liminar favorável ao Flamengo, que permite ao clube ter público no confronto com o Grêmio, nesta quarta-feira (15), pela Copa do Brasil, no Maracanã, e em outros dois jogos. Ele confirma a presença de torcida no duelo.

O time rubro-negro obteve autorização da entidade para realizar três partidas com torcida no estádio após apresentar uma proposta à Prefeitura do Rio do Janeiro, que liberou os eventos como teste para o retorno dos torcedores.

A iniciativa do Flamengo vai contra vontade da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) e dos outros 19 clubes da Série A do Campeonato Brasileiro (Atlético-MG e Cuiabá, no entanto, não assinaram a ação). Em conjunto, os times querem a volta das torcidas somente quando houver igualdade de condições, ou seja, com o aval das autoridades sanitárias para todas as sedes.

Após a liberação obtida pelo Flamengo, as agremiações entraram com uma ação para suspender a liminar ou, ao menos, para antecipar o julgamento da ação movida pelo time carioca, marcado para o dia 23. Otavio Noronha, no entanto, disse que ainda não há data para analisar o pedido para cassar a autorização do Flamengo.

“Existe uma liminar em vigor e a decisão é para ser cumprida. Não cabe descumprimento”, disse.

O presidente do Grêmio criticou a decisão. “Com o julgamento antecipado e publicizado pelo presidente (do STJD), melhor seria anular as instâncias coletivas dos clubes dentro dos conselhos técnicos, pois nada mais valem. Tudo muito estranho.”

O time do Rio já iniciou a venda de ingressos. Além da partida com os gaúchos pelo mata-mata nacional, o clube poderá ter público em outro confronto com os gremistas, desta vez pelo Brasileiro, e na partida com o Barcelona de Guayaquil (EQU) pela Libertadores.

A prefeitura do Rio divulgou na terça (7) a liberação do público somente para as partidas em questão e disse que a capacidade no Maracanã será, respectivamente, 24.783 torcedores, cerca de 35% dos lugares, 28.324 pessoas, em torno de 40% do estádio, e 35.045 torcedores, aproximadamente 50% da capacidade.

Após o jogo desta quarta (15), a Secretaria Municipal de Saúde se compromete em acompanhar os torcedores por 15 dias.