Mudanças | Covid-19

Transmissão remota: Romaria do Muquém não terá missas presenciais

Festa será transmitida no site e nas redes sociais do Santuário, que ficará fechado durante as festividades


Joao Paulo Alexandre
Do Mais Goiás | Em: 16/06/2020 às 18:34:41

Romaria do Muquém não terá missas presenciais e será transmitida na web (Foto: Reprodução)
Romaria do Muquém não terá missas presenciais e será transmitida na web (Foto: Reprodução)

A festa da Romaria do Muquém, tradicional há mais de 270 anos, será transmitida pela internet em 2020, devido à pandemia do novo coronavírus. O anúncio foi feito via redes sociais pelo reitor do Santuário Diocesano Nossa Senhora D’Abadia de Muquém, padre Aldemir Franzin, no último dia 12 de junho. A expectativa original era levar 500 mil pessoas de todos os cantos do País à festividade.

O evento, em Niquelândia, está agendado para acontecer de 5 a 15 agosto. Desta vez, ele será transmitido pelo site do santuário, além das redes sociais da paróquia. “Pedimos aos devotos e visitantes que rezem em casa e não se dirijam ao Santuário, no Muquém. Ele se encontrará fechado. Os batizados, as promessas ou os votos poderão ser cumpridos e realizados em outra data de modo mais seguro para si e para os outros”, destaca o comunicado.

Romaria de Trindade

Outra festa religiosa que também sofreu alterações foi a Romaria de Trindade. Inicialmente, foi cogitado e anunciado que a Romaria seria transmitida pela internet e pelas redes sociais da Associação dos Filhos do Pai Eterno (Afipe) e do reitor do Santuário, padre Robson de Oliveira.

Porém, 12 dias depois do anúncio, a festa foi cancelada após acolhimento de pedido feito pelo Ministério Público de Goiás (MP-GO). O ofício no qual o padre Robson informa o cancelamento da festa foi enviado ao promotor de Justiça, Francisco Bandeira de Carvalho Melo, da 2º Promotoria de Trindade. A Romaria é a segunda maior festa religiosa do país e atrai cerca de 3 milhões de fiéis durante toda a programação.

O cancelamento foi feito “buscando cumprir com o nosso dever de zelar pela segurança, saúde e bem-estar dos romeiros e da população de modo geral”, destaca o padre em resposta ao MP. O promotor também destacou o cancelamento de outras festas tradicionais do Estado, como a Festa do Divino Espírito Santo, em Pirenópolis, e a Processão do Fogaréu, em Goiás.