GOIÁS E TOCANTINS

Trabalhadores do INSS optam por estado de greve sanitária

Decisão foi tomada devido a pandemia de Covid-19


Laylla Alves
Do Mais Goiás | Em: 13/09/2020 às 16:33:00

 (Foto: INSS)
(Foto: INSS)

Trabalhadores do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) de Goiás e do Tocantins optaram pelo estado de greve sanitária, em razão do anúncio da direção geral de um possível retorno do atendimento presencial na próxima segunda-feira (14). A decisão aconteceu durante uma assembleia virtual na manhã desta última sexta-feira (11).

“É importante lembrar que os trabalhos remotos não pararam e que todos serviços podem ser feitos pelo número 135 ou pelo aplicativo e site ‘Meu Inss’. É importante lembrar também que a greve é sanitária”, disse Mauro Oliveira Mota, Diretor de Organização e Politicas Sindicais do Sindicato dos Trabalhadores Federais em Saúde e Previdência Social de Goiás e Tocantins (Sintfesp-GO/TO).

Durante a reunião também deliberaram e autorizaram a direção do sindicato a ingressar com ação na justiça para impedir a reabertura de agências nos dois estados. “A categoria e a direção do sindicato, com base em informações técnico-científicas, avaliam que o índice de contaminação pela Covid-19 ainda é altíssimo e as condições ambientais nas Agências da Previdência Social (APSs) não são seguras”, afirmou a entidade.

O sindicato informou, por meio de nota, que os  servidores são favoráveis ao melhor atendimento à população, mas isso deve ocorrer com total resguardo da saúde da categoria e da população beneficiária da Previdência Social, o que em meio à pandemia só é possível de forma remota.

Será composta também uma comissão de saúde que visitará as unidades e acompanhará casos de servidores que são do grupo de risco, em caso de exigência de que trabalhem presencialmente.

Vale ressaltar que o estado de greve quer dizer que toda a categoria está alerta, podendo decretar greve a qualquer momento. O Mais Goiás tentou contato com INSS de Goiás e do Tocantins, mas sem sucesso.

*Laylla Alves é integrante do programa de estágio do convênio entre Ciee e Mais Goiás, sob orientação de Hugo Oliveira