Confusão

Torcedores denunciam agressão e abuso de autoridade da PM, no estádio Serra Dourada

Torcida relata que foi agredida e que a corporação jogou bombas de efeito moral, além de disparos com bala de borracha. PM disse que precisou restabelecer ordem depois que torcedores iniciaram briga generalizada


Da Redação
Do Mais Goiás | Em: 25/09/2019 às 12:42:24

Torcedores do Vila Nova denunciam agressões e abuso de autoridade de PMs ao término do jogo entre o Tigre e CRB, na noite desta terça-feira (24). (Foto: Reprodução)
Torcedores do Vila Nova denunciam agressões e abuso de autoridade de PMs ao término do jogo entre o Tigre e CRB, na noite desta terça-feira (24). (Foto: Reprodução)

Torcedores do Vila Nova denunciam agressões e abuso de autoridade de Policiais Militares (PMs) ao término do jogo entre o Tigre e CRB, na noite desta terça-feira (24). Torcida relata que foi agredida e que a corporação jogou bombas de efeito moral, além de efetuar disparos com bala de borracha. Vídeos mostram a ação que ocorreu no estacionamento do estádio Serra Dourada, em Goiânia.

Nas imagens que circulam nas redes sociais é possível observar o momento em que um dos torcedores é agredido com tapas por policiais da cavalaria da PM. Um segundo homem tenta ajudar o torcedor agredido, mas também é alvo dos golpes. Os vídeos também mostram as equipes jogando spray de pimenta e disparando projéteis de borracha nas pessoas que estavam no local.

De acordo com relatos de um torcedor que preferiu não ser identificado, a confusão teve início depois que diversos policiais tentaram separar membros de torcida organizada que estavam brincando de “lutinha” na saída do jogo, que terminou com empate por 2 a 2. “Eram dois, três rapazes que estavam brincando. Não era briga. As pessoas que estavam próximas não correram, nem nada. Mas a PM apareceu em grande número e começou toda a bagunça”, disse.

O torcedor conta que os militares chegaram na região de barraquinhas tradicionais no estacionamento de forma violenta. “Em vez de selecionar as pessoas que estavam fazendo a brincadeira, eles chegaram com muita violência. Não se importaram com crianças e idosos que estavam lá. Ficamos sem entender”.

Segundo ele, diante da ação, algumas pessoas tentaram intervir e passaram a xingar os policiais. “Foi um absurdo. Todos ficaram revoltados pela forma que a Polícia agiu com despreparo e agressividade. Eles batiam em quem tentava intervir e chegaram a tomar celulares para ver se não estavam sendo gravados”, afirmou.

O torcedor expõe ainda que os ambulantes do local também foram obrigados a fecharem as barracas e irem embora. “É tradição os torcedores comerem espetinhos, tomarem cerveja e jogarem conversa fora depois do jogo. Ontem, porém, os ambulantes foram obrigados a saírem do lugar depois da confusão”.

Torcida organizada

Uma membro da torcida organizada do Vila Nova, a Esquadrão Vilanovense, confirmou a versão do torcedor e disse que dois integrantes da torcida brincavam no estacionamento quando a Polícia interveio e iniciou a confusão.

“Eram uma brincadeira apenas, mas eles já chegaram batendo com cassetete, jogando bombas de efeito moral e bala de borracha. Os pais de família falavam que não tinha ninguém brigando e queriam ir embora, mas policiais continuavam em cima”, relatou.

O Mais Goiás tenta contato com o diretor da torcida organizada em busca de posicionamento oficial.

PM

Em nota, a assessoria de comunicação da PM informou que na noite desta terça-feira (24) torcedores iniciaram uma briga generalizada no estacionamento do Estádio Serra Dourada após o término do jogo entre Vila Nova e CRB.

“Diante da ação agressiva dos torcedores e de alguns frequentadores das barracas do comércio local, que passaram a arremessar objetos contra os policiais militares, foi necessária a intervenção rápida para restabelecer a ordem e dispersar os causadores do tumulto”, diz texto.