FolhaPress

Time que ganha Copa não escolhe adversário, diz Bruno Covas ao votar

Covas deve acompanhar a apuração com seu filho e participar de uma live às 19h

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas, anunciou que a Secretaria Municipal da Saúde vai incluir a cloroquina como tratamento para o coronavírus. (Foto: Rovena Rosa)
Prefeito de São Paulo e candidato à reeleição, Bruno Covas (Foto: Rovena Rosa)

Líder nas pesquisas, o candidato à reeleição da prefeitura de São Paulo Bruno Covas (PSDB) votou perto 11h45 no Colégio Vera Cruz, na Vila Ida, zona oeste da capital paulista.

Após uma agenda cheia pela manhã, em que acompanhou os votos da ex-prefeita Marta Suplicy, do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e do governador João Doria (PSDB), Covas votou e evitou fazer comentários sobre um eventual segundo turno com Guilherme Boulos (PSOL).

“Time que ganha Copa do Mundo não escolhe adversário”, limitou-se a dizer.

Covas deve acompanhar a apuração com seu filho e participar de uma live às 19h.

Segundo João Doria, que também acompanhou o prefeito, a eleição em São Paulo não teve atos de violência ou que ameaçassem o voto da população pela manhã.

O Datafolha de sábado mostra Covas à frente com 37% dos votos válidos na disputa. O segundo lugar tem um empate técnico, com o candidato do PSOL, Guilherme Boulos, em vantagem numérica. Ele registra 17%, como no começo da semana.

Atrás vêm Márcio França (PSB) e Celso Russomanno (Republicanos), com 14% e 13%, respectivamente.