Caiu nas graças do público

Especialistas dão dicas de como bombar no TikTok; veja!

Aplicativo foi o mais baixado globalmente em outubro deste ano


Joao Paulo Alexandre
Do Mais Goiás | Em: 09/11/2020 às 18:02:49

App se tornou febre mundial durante pandemia (Foto: reprodução/internet)
App se tornou febre mundial durante pandemia (Foto: reprodução/internet)

O TikTok foi o aplicativo mais baixado mundialmente, segundo informações do SensorTower, site de inteligência conhecido por analisar a performance de apps. A plataforma na qual as pessoas podem produzir vídeos de até 60 segundos caiu no gosto da população durante a pandemia.

Porém, o aplicativo tem muitas curiosidades que muitas pessoas ainda desconhecem. Apesar de se tornar mais conhecido neste ano, antes o aplicativo se chamava musical.ly. A mudança de marca ocorreu quando a empresa chinesa Byterdance comprou o app em 2017.

Mesmo com a mudança, a plataforma manteve algumas características originais como gravações de vídeos e dublagens, possibilidade de seguir novos perfis, comentar publicações e curtir os vídeos que se identifiquem. Sendo uma plataforma cada vez mais sólida, qual o segredo de se fazer sucesso no aplicativo.

O Mais Goiás conversou com dois especialistas em marketing digital: Aniele Cristine e Jayme Diogo e ambos concordam que a fórmula mágica está na criatividade. “Qualquer pessoa pode explorar a plataforma para criar um conteúdo diferente que aproxima a pessoa do seu público”, conta Aniele.

“Criatividade, trilha sonora e filtros se tornaram a combinação perfeita para fazer um bom vídeo. Com isso, a pessoa tem que estar muito atenta no que ocorre no mainstream e criar algo nessa onda para apresentar o seu trabalho ou projeto”, completa Jayme.

Primeira vez no TikTok

Aniele conta que começou a trabalhar na plataforma há um ano. Com o passar do tempo, ela foi desenvolvendo vídeos que viralizaram e, cada vez mais, aprendendo as funcionalidades da do app. “Um vídeo meu que fez muito sucesso foi uma dancinha. A coisa mais simples de se fazer. E alcançou 256 mil visualizações”, conta.

Ela explica o mecanismo por trás do algoritmo do Tik ToK: quando se grava um vídeo, ele é mostrado para uma quantidade de pessoas. Depois de atingir uma boa porcentagem, a quantidade de usuários que veem o vídeo é maior e assim sucessivamente até viralizar.

Segundo Aniele, o tempo também é um fato de sucesso para a viralização. “Um vídeo curto, no qual você vai direto ao ponto, é bem melhor consumido do que um vídeo do qual a pessoa enrola muito e perde o fôlego. Por isso, quando o assunto for muito importante ou rentável, é melhor você fazer várias partes”, explica.

Proximidade com o público

Aniele, que atualmente trabalha como social media na Workshow, conta que viu nisso uma forma de aproximar os clientes do público. Ela desenvolve alguns trabalhos com todos, mas afirma que o cliente mais engajado na plataforma é a dupla sertaneja Maiara e Maraisa.

“Sempre marcamos para gravar algo. Levamos as ideias, montamos coreografias, maquiagens e elas adaptam do jeito delas. Algumas vezes há coisas não saem como planejado e viralizam ainda mais”, conta.

Apesar de ser mais conhecido como uma ferramenta para se explorar o humor, Aniele afirma que também dá fazer conteúdos mais sérios. “Eu já vi dermatologistas, por exemplo, dando informações importantes na plataforma utilizando as suas funcionalidades”, afirma.

Jayme complementa: “A pessoa precisa ter bom-senso, ver algum meme ou música que esteja em alta e ter criatividade para apresentar o seu produto. Ela precisa saber que ser criativo não é sinônimo de ser engraçado.”

TikTok tem futuro?

Jayme admite que a plataforma tem muitas praticidades em relação às outras no quesito de facilitar a criatividade. Ele, entretanto, não acredita que seja uma rede social que perdure por muito tempo.

“Eu vejo como modinha. Ninguém troca uma plataforma já consolidada em termos de comercialização que estão anos luz á frente para algo que ganhou engajamento por agora. Nós já vimos muitas redes sociais que cresceram muito rápido e hoje são praticamente inexistentes, como o Snapchat”, finaliza.

Dicas

Aniele Cristine disponibilizou algumas dicas que geraram bons resultados pela experiência que adquiriu e atendia a necessidade dos seus clientes.

(Vale ressaltar que essas não são dicas oficiais do TikTok).