Câmara dos Deputados

Thiago Peixoto vai debater Lei Rouanet com ministro da Cultura

Deputado goiano, presidente da comissão de cultura, tem encontro marcado com Roberto Freire nesta terça-feira


Thais Lobo

Do Mais Goiás | Em: 27/03/2017 às 20:09:06


Para o deputado Thiago Peixoto, a Lei Rouanet não tem sido aplicada de forma democrática e igualitária no Brasil.(Foto: Divulgação)
Para o deputado Thiago Peixoto, a Lei Rouanet não tem sido aplicada de forma democrática e igualitária no Brasil.(Foto: Divulgação)

O deputado federal Thiago Peixoto (PSD-GO), presidente da Comissão de Cultura da Câmara dos Deputados, vai se encontrar com o ministro da Cultura, Roberto Freire, nessa terça-feira (28). Entre as pautas a serem discutidas, eles vão tratar sobre a Lei Rouanet. “Minha ideia é democratizar esse instrumento tão importante de financiamento da Cultura”, disse o parlamentar.

A informação foi dada em entrevista ao Jornal do Meio Dia da TV Serra Dourada, onde Thiago esteve nesta segunda-feira (27). Ele explicou que, assim que foi confirmado como novo presidente da comissão, indicado pelo PSD, ele já entrou em contato com o ministro Roberto Freire. O deputado goiano destacou que pretende fazer um trabalho muito próximo do ministério para tentar levar avanços à cultura nacional.

Thiago entende que a Lei Rouanet, por exemplo, não tem sido aplicada de forma democrática e igualitária no Brasil. Além do papel do poder público, ele acredita que é fundamental que o setor empresarial, por exemplo, de todos os estados passe a contribuir mais para gerar recursos para a Lei Rouanet. O parlamentar tem uma boa relação com os empresários e pretende manter esses contatos com eles para a conscientização.

O presidente da Comissão de Cultura entende que, além de incentivar outros setores culturais menos valorizados atualmente, é importante também dar uma maior regionalização aos recursos da Lei Rouanet. Ele quer, por exemplo, que setores como o da Arte Urbana tenha mais valorização. “Tenho uma grande admiração pelo grafite e espero que ele tenha mais espaço”, explicou.