Terremoto no sudoeste da China deixa ao menos 150 mortos

O terremoto derrubou e causou dano a muitos edifícios, em particular nas construções mais antigas e residenciais

Um terremoto de 6,1 graus de magnitude registrado neste domingo (3/08) nas regiões montanhosas do sudoeste da China deixou pelo menos 150 mortos e dezenas de feridos, anunciou a agência oficial Xinhua.

O Centro Sismológico da China informou que o terremoto aconteceu às 16h30 (05h30 em Brasília), com epicentro a 27,1 graus de latitude norte e 103,3 graus de latitude leste com uma profundidade de 12 quilômetros no condado de Ludian, de 266 mil habitantes, pertencente à cidade de Zhaotong, em Yunnan.

A agência oficial “Xinhua” confirmou que as vítimas são do condado de Qiaojie, da cidade de Zhaotong, que foi gravemente afetada pelo tremor.

O terremoto derrubou e causou dano a muitos edifícios, em particular nas construções mais antigas e residenciais, detalhou a “Xinhua”.

Oficiais de polícia e paramilitares já se deslocaram para a região e começaram a montar 2.000 barracas, também levando camas e cobertores à região.

O sudoeste da China é uma zona de frequente atividade sísmica e, nesta época do ano, também sofre com intensas chuvas, como as que mês passado causaram sérias inundações e deslizamentos de terra.