Tayrone Di Martino vai assumir a secretaria de governo de Marconi Perillo

Ex-petista se licenciará do cargo de vereador para assumir o cargo. Governador também fez outras alterações na equipe de auxiliares

O vereador Tayrone Di Martino Gomes (PSDB) irá se licenciar do mandato de vereador na Câmara Municipal de Goiânia para assumir a Secretaria de Governo de Marconi Perillo. A informação foi confirmada hoje em nota do governo, que também confirma a publicação da nomeação no Diário Oficial do Estado na próxima sexta-feira (24). As mudanças entram em vigor já no próximo dia 30 de junho e a previsão é de que os novos auxiliares sejam empossados oficialmente no dia 1º de julho.

Tayrone esteve envolvido em polêmicas nos últimos anos. Ele já foi assessor de imprensa do prefeito Paulo Garcia e foi eleito vereador em 2012 pelo Partido dos Trabalhadores (PT). Dois anos depois ele chegou a ser vice na chapa de Antônio Gomide (PT) para concorrer ao Governo do Estado, mas acabou renunciando ao cargo após desentendimentos com a legenda. Ele acabou sendo suspenso e, posteriormete, expulso do partido. Depois, ele negociou com várias siglas e o passado contraditório não o impediu de finalmente se filiar ao PSDB neste ano. 

Mas mudanças na equipe de auxiliares do governo não param por aí. De um lado, elas atendem as necessidades da base do governador e, de outro, é o resultado da saída de Carlos Alberto Lereia da Silva da presidência da Agência Brasil Central (ABC). Lereia pretende disputar as próximas eleições e, para isso, ele tem que se descompatibilzar do cargo público em respeito à lesgilação eleitoral.

Assume a ABC o atual presidente da Agência de Fomento de Goiás S.A (Goiás Fomento), Humberto Tannus Júnior. No lugar dele entra Henrique Tibúrcio, atual secretário de governo.

Em nota, o Governo de Goiás disse que, ao convidar os auxiliares, o governador Marconi Perillo também apresentou as diretrizes de suas gestões. “Henrique Tibúrcio recebeu a incumbência de fortalecer a atuação da Goiás Fomento como instrumento regional, ampliando a oferta de crédito e a qualificação para o empreendedorismo, especialmente entre os trabalhadores que foram desligados do mercado de trabalho como decorrência da crise econômica.”

A Humberto Tannus a recomendação foi a de que ele “adote as medidas necessárias para fortalecer a atuação dos veículos de comunicação social que compõem a Agência Brasil Central, que recebeu investimentos para a digitalização e modernização de suas instalações.” Para o ex-petista, a orientação é de que ele atue para dar continuidade e fortalecer os programas da Pasta, “com prioridade para o Governo Junto de Você, o Passe Livre Estudantil e os convênios com os municípios,” ressaltou, em nota.