Anote na agenda!

Taylor Swift: Documentário ‘Miss Americana’ chegará à Netflix em janeiro

Antes de chegar ao streaming, filme estreará no Festival de Cinema de Sundance

Entretenimento

Rayana Caetano
Do Mais Goiás | Em: 15/01/2020 às 20:40:47

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

O documentário Miss Americana, que mostrará um lado mais íntimo da carreira e vida da cantora e compositora Taylor Swift, ganhou data de estreia na Netflix. Porém, antes de chegar à plataforma, a produção abrirá o Festival de Cinema de Sundance, no dia 23 de janeiro.

Conforme o próprio streaming, o filme será “um olhar cru e emocionalmente revelador para uma das artistas mais emblemáticas do nosso tempo durante um período de transformação em sua vida, enquanto ela aprende a abraçar seu papel não apenas como compositora e intérprete, mas como uma mulher que utiliza todo o poder de sua voz”.

A direção é assinada pela ganhadora do Emmy, Lana Wilson. Já a produção ficou por conta de Morgan Neville e Caitrin Rogers, ganhadores do Oscar por A Um Passo do Estrelato, além da cineasta Christine O’Malley.

Publicada no perfil oficial da Netflix no Instagram, a notícia foi comemorada por fãs de todo o mundo, alcançando milhares de curtidas e centenas de comentários em minutos. Swift também publicou em seu perfil, que soma mais de 125 milhões de seguidores.

Miss Americana será disponibilizado na plataforma uma semana após sua estreia no Festival, dia 31 de janeiro.

View this post on Instagram

MISS AMERICANA | JANUARY 31st

A post shared by Netflix US (@netflix) on

O documentário será a segunda produção que envolve Taylor Swift produzida originalmente pela Netflix. Seu catálogo conta também com um filme sobre a quinta turnê da cantora, Reputation Stadium Tour, filmado entre maio e novembro de de 2018.

Confira a sinopse completa de Miss Americana, documentário da Netflix sobre Taylor Swift:

O texto abaixo foi divulgado pelo Festival Sundance (via Popline)

Um prodígio adolescente da música country que evoluiu para uma estrela Pop, a cantora e compositora Taylor Swift ganha incontáveis prêmios, lota turnês por estádios com fãs arrebatadores, e continua a se reinventar – tudo isso enquanto mantém sua autonomia como artista.

Sua megacelebridade deixa sua vida pessoal bastante pública; cada relacionamento e cada briga é alimento para os haters nas redes sociais. Depois de conquistar tanto em tão pouco tempo, Swift está agora em uma encruzilhada em sua carreira.

Notavelmente apolítica no passado, Swift, como uma jovem mulher americana agora, neste país, está motivada a falar sobre injustiça e desigualdade de uma forma que ela nunca fez, já que ela está com a bravura de falar por ela mesma e pelo o que ela acredita.

A diretora Lana Wilson oferece uma janela multifacetada para Swift, seu processo criativo e sua experiência única de ser uma estrela dessa magnitude. Com um toque hábil, Wilson acessa a vulnerabilidade e sensibilidade de Swift, sua inteligência feroz e sagacidade, e seus momentos reflexivos com seus gatos enquanto ela embarca no mais recente capítulo de sua já extraordinária carreira.