Do Mais Goiás

Ocupação de leitos de UTI para covid em Goiás permanece na faixa dos 85%

Para a Secretaria de Saúde de Goiás (SES-GO), o número varia de forma estável

Ministério da Saúde diz que média de óbitos por Covid caiu 42% em um mês
Foto: Agência Brasil

A alta recente de casos de Covid-19 em Goiás continua a refletir nas taxas de ocupação de leitos de UTI para tratamento da doença. Segundo dados das secretarias de Saúde estadual e municipal, Goiás tem 84% das UTIs para adultos com covid ocupadas, enquanto que em Goiânia esse índice já está em 83,5%. O governo estadual (SES-GO) diz que o número varia de forma estável.

Diante dos números, os leitos de UTI de Goiânia do SUS sofreram um impacto considerável com a alta de casos de covid. Conforme a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), a capital manteve sua ocupação de UTIs abaixo de 80% ao longo de toda a primeira quinzena do mês de julho, com a ocupação máxima tenso sido registrada com 79%. Porém, esse número passou a crescer a partir da segunda quinzena até agora.

Já em Goiás, levando em contato a totalidade de leitos mantidos pelo Estado – UTI e enfermaria -, 863 estão ocupados, 82 estão bloquedos e somente 388 estão disponíveis. Em nota recente enviada ao Mais Goiás, a SES declarou que “a taxa de ocupação dos leitos de UTI da rede pública por pacientes com Covid-19 em Goiás tem variado entre 75% a 85%, mantendo um platô de estabilidade”. “Esse é um sinal de alerta, que vem sendo acompanhado continuamente pelas autoridades sanitárias”

“Não houve fechamento de leitos e nem hospitais na rede estadual. O Estado conta com oito hospitais de campanha, além de leitos em unidades próprias e conveniadas. Ao todo, há 608 UTIs para casos de Covid-19 na rede estadual.”, concluiu.