CRIME

SUV roubado de advogado estava encomendada por R$ 150 mil, diz PRF

Homem de 19 anos que não era habilitado foi preso depois de policiais rodoviários flagrarem carro roubado com ele. Em conversa, suspeito revelou aos PRFs que carro estava encomendado por comprador do Paraguai; denúncia em site foi primordial para recuperação


Jairo Menezes
Do Mais Goiás | Em: 23/03/2018 às 17:28:02

(Reprodução: PRF)
(Reprodução: PRF)

Rio Verde, Goiás, manhã de sexta-feira, 23. Um rapaz de 19 anos é parado em um carro de alto padrão por agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF). O SUV SW-4 da Toyota foi roubado na tarde anterior, no Jardim América, maior bairro de Goiânia.

Um rapaz armado abordou uma mulher que estava no banco do passageiro no veículo e aguardava o pai, motorista. O criminoso a rendeu e fez que ela entregasse o carro sob mira de um revólver. Um acesso de pouco mais de 10 minutos no site da PRF foi o suficiente para a recuperação do patrimônio.

O advogado estava em uma empresa, enquanto a filha dele aguardava do lado de fora, no interior do carro. EM fração de segundos, o criminoso com um revólver em punho abordou a vítima, que ficou sob ameaça, e entregou o carro.

Logo ao perceber que estavam seguros, pai e filha revelaram com exclusividade ao Mais Goiás que procuraram acessar o site da Polícia Rodoviária Federal, e acionar os dados do veículo levado em roubo no Sistema Nacional de Alarmes (Sinal). O tempo de preencher os dados não demorou mais que 10 minutos, e foi o suficiente para que os PRFs conseguissem localizar dono e prender o suspeito do roubo.

“Um misto de impotência, desrespeito e falta de ação tomou conta da gtente na hora, mas rapidamente nos lembramos do sistema da PRF, que comunica a todos os policiais dos veículos roubados, e corremos para preencher os dados. Nessa manhã, quando fomos informados da recuperação, me senti aliviado pelo fato de ter de volta o patrimônio, mas o medo e a sensação de insegurança são permanentes”, disse o jurista, que pediu para não ser identificado.

O homem preso não teve o nome divulgado pela PRF, mas revelou que não era o autor do roubo. Um comparsa dele, de nome Henrique, teria solicitado que levasse o carro para a região de Rio Verde, onde foi flagrado. Não demorou e os policiais já conseguiram arrancar do suspeito a informação de que o SUV seria levado direto para um comprador, no Paraguai. Pelo automóvel, criminosos do esquema receberiam R$ 150 mil.

Ainda não se sabe o que seria feito com o carro, após ultrapassar fronteira e chegar a terras paraguaias. Quanto ao criminoso preso em Rio Verde, o que se sabe é que está encarcerado e foi entregue à autoridade da Polícia Civil local. Ele deve responder por receptação, já que diz não ter sido o autor do roubo e não foi reconhecido pela vítima. A Polícia Civil inicia uma investigação para apurar o restante da quadrilha. Caso seja condenado, o homem deve pegar até quatro anos de cadeia e pagar multa.