Setor Oeste

Suspeitos de matar mulher e esconder corpo dentro de colchão são presos, em Goiânia

Após o crime, colchão foi deixado dentro do Bosque dos Buritis. PC acredita que a vítima foi morta por acerto de dívidas com o tráfico de drogas


Joao Paulo Alexandre
Do Mais Goiás | Em: 01/04/2019 às 16:56:52

Thiago (à esquerda), Jair Paulo (centro) e Maxuwell (à direita) responderão por homicídio qualificado (Foto: Divulgação/PC)
Thiago (à esquerda), Jair Paulo (centro) e Maxuwell (à direita) responderão por homicídio qualificado (Foto: Divulgação/PC)

Três homens foram presos suspeitos de matar Camila Alves dos Santos, de 28 anos, no início deste ano, e abandonar o corpo dela dentro de um colchão no Bosque dos Buritis, em Goiânia. De acordo com a Polícia Civil (PC), os detidos são: Thiago Pereira Dias, de 26 anos, vulgo “Pato Rouco”, Maxwell de Paula Ribeiro, de 27, e Jair Paulo Pereira Jorge, de 34.

Ainda conforme a corporação, Camila teria sido morta dentro de um imóvel, conhecido como “casa das pedras”, que fica localizado próximo ao parque. À PC, os suspeitos negaram o crime.

Entretanto, consta nos autos que Thiago teria deixado uma certa quantidade de droga com Camila, para que a mesma guardasse. A vítima teria vendido e consumido parte da substância.

Outro fato que teria agravado para a realização do crime, teria sido uma dívida de um celular que Camila teria com Thiago e Jair. Por isso, teriam decidido matá-la. Maxwell, por sua vez, teria recebido R$ 20 para ajudar a esconder o corpo no colchão e deixasse no parque.

No dia do crime, Camila foi encontrada por um guarda do Grupo de Patrulhamento Ambiental (GPA), da Guarda Civil Metropolitana (GCM). O corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) para identificação, já que ela estava sem documentos.

Ambos já possuem diversas passagens pela polícia e agora responderão por homicídio qualificado.

Corpo foi encontrado por um guarda no primeiro dia do ano, em Goiânia (Foto: Leitor/Mais Goiás)