Do Mais Goiás

Suspeitos de matar homem a pauladas eram amigos da vítima, diz delegado

Filhas do casal suspeito do crime presenciaram o assassinato e foram entregues ao Conselho Tutelar

Um vídeo feito por câmeras de segurança registrou o momento em que um homem é agredido a pauladas até a morte, na cidade de Jataí
Um vídeo feito por câmeras de segurança registrou o momento em que um homem é agredido a pauladas até a morte, na cidade de Jataí (Foto: Reprodução/Redes Sociais)

A Polícia Civil investiga o assassinato de um homem de 43 anos, que foi morto a pauladas, na cidade de Jataí, no Sudoeste do estado. Segundo o delegado Agnaldo Coelho, o casal suspeito do crime mantinha relação de amizade com a vítima. O homicídio ocorreu no último sábado (29) e foi registrado por câmeras de segurança.

Conforme expõe o investigador, existem contradições nos depoimentos do casal, o que dificultam o entendimento da motivação do assassinato. “O homem alega que cometeu o crime porque a vítima estava mexendo com sua esposa. Já a esposa disse que não viu nada. As contradições acontecem porque um quer defender o outro”, explicou. Os suspeitos devem ser ouvidos novamente na próxima segunda-feira (7).

De acordo com Agnaldo Coelho, duas filhas dos suspeitos, que têm menos de 10 anos, presenciaram o crime. As crianças foram entregues ao Conselho Tutelar. “A princípio o casal não deve perder a guarda por conta do crime, mas enquanto estiverem presos, as crianças devem ficar com familiares”, explicou o investigador.

Até a manhã desta sexta-feira (4), os suspeitos continuam presos, segundo o delegado. O caso segue sob investigação.

Um vídeo feito por câmeras de segurança registrou o momento em que um homem é agredido a pauladas até a morte, na cidade de Jataí

Um vídeo feito por câmeras de segurança registrou o momento em que um homem é agredido a pauladas até a morte, na cidade de Jataí (Foto: Reprodução/Redes Sociais)

Relembre o caso

No último sábado (29), uma equipe da Companhia de Policiamento Especializado (CPE) recebeu denúncia anônima que informava uma briga na cidade, onde um grupo de pessoas estaria agredindo um homem.

No local, os policiais encontraram a vítima já sem vida e acionaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que apenas constatou o óbito. Ao falar com o grupo que supostamente estaria envolvido, os militares foram informados de que o homem morreu após cair da moto que dirigia.

No entanto, outros vizinhos ouvidos pela PM desmentiram a versão inicial. Segundo as testemunhas, um casal e outras três pessoas ingeriam bebidas alcoólicas em uma residência. A vítima teria entrado na casa, momento em que houve um desentendimento que provocou a briga. O homem, então, foi levado à calçada, onde as agressões tiveram início.