Do Mais Goiás

Suspeitos de manter motorista de app refém são mortos em confronto com a PM

Vítima foi feita refém por mais de 4h. Os policiais conseguiram libertá-la sem ferimentos. Outra ação policial deixou um suspeito morto em Aragoiânia

Três homens suspeitos de tentar roubar um motorista de aplicativo e fazê-lo refém morreram em confronto com a Polícia Militar (PM), em Aparecida de Goiânia. (Foto: reprodução)
Três homens suspeitos de tentar roubar um motorista de aplicativo e fazê-lo refém morreram em confronto com a Polícia Militar (PM), em Aparecida de Goiânia. (Foto: reprodução)

Três homens suspeitos de tentar roubar um motorista de aplicativo e fazê-lo refém morreram em confronto com a Polícia Militar (PM), em Aparecida de Goiânia. O caso ocorreu na madrugada desta sexta-feira (7) e a vítima foi feita refém por mais de 4h. Em ação policial distinta, um outro suspeito de roubo a caixas eletrônicos também acabou morto em Aragoiânia, na noite de quinta-feira (6).

O confronto registrado em Aparecida ocorreu entre militares da Companhia de Policiamento Especializado (CPE) e três homens suspeitos de manter um motorista refém dentro de um carro por mais de quatro horas. A troca de tiros teria acontecido no Jardim dos Ipês.

A vítima foi liberada sem ferimentos. Duas pistolas e um revólver foram apreendidos com o trio, que não tiveram os nomes, nem as idades confirmadas.

Aragoiânia

Na noite de quinta-feira (6), um outro confronto policial também resultou em óbito de um suspeito. O caso ocorreu na Avenida São Francisco, no Centro de Aragoiânia, quando militares do 45º BPM abordaram dois suspeitos que estavam em um Ford KA.

De acordo com a PM, ao receber voz de parada, os suspeitos saíram em alta velocidade, abandonaram o carro alguns metros à frente e desceram atirando contra as equipes. No revide, o homem conhecido pelo apelido de “Jefim”, que estava armado com um revólver calibre 38, foi baleado e morreu.

O comparsa dele conseguiu fugir. Um PM teve o colete balístico atingido por um disparo na altura do peito, mas sofreu apenas um hematoma.

Dentro do carro dos suspeitos, os militares apreenderam três explosivos usados para arrombar caixas eletrônicos; capuzes; um pés de cabra e um saco cheio de “miguelitos”, pregos soldados utilizados para furar pneus de viaturas. Informações recebidas pelos policiais indicam que os dois suspeitos explodiriam caixas eletrônicos na madrugada desta sexta-feira (7), em Abadia de Goiás.

(Foto; reprodução)