Do Mais Goiás

Suspeito usou foto de médico no perfil do WhatsApp para aplicar o golpe em família

Suspeito foi preso nesta terça-feira (15) em Goiânia

Polícia Civil prendeu um suspeito de se passar por um médico de Minas Gerais para aplicar o 'golpe do novo número' através do PIX e fazer vítima a família - Suspeito usou foto de médico no perfil do WhatsApp para aplicar o golpe em família
Suspeito usou foto de médico no perfil do WhatsApp para aplicar o golpe em família (Foto: Reprodução/Polícia Civil)

A Polícia Civil prendeu um suspeito de se passar por um médico de Minas Gerais para aplicar o ‘golpe do novo número’ através do PIX e fazer vítima a família do profissional nesta segunda-feira (15), em Goiânia. O investigado usou a foto do referido médico no perfil do WhatsApp para tentar enganar os familiares, que não caíram no golpe. O preso confessou a participação no crime.

Após mudar a foto do aplicativo de mensagens, ele entrou em contato com os parentes do rapaz, pediu R$ 5 mil e passou uma chave do PIX com o nome de uma pessoa desconhecida. A família estranhou, telefonou para o médico, descobriu que se tratava de tentativa de estelionato e noticiou o crime à Polícia Civil.

Policiais  da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Deic) investigaram o caso e prenderam o suspeito de 31 anos na Capital.

Ao Mais Goiás, o delegado Olemar Santiago disse que o preso não tem nenhuma passagem pela polícia. Durante o interrogatório, ele disse que apenas emprestou a conta para um amigo, mas confessou a participação no crime. O investigado foi recolhido ao presídio e ficará à disposição da Justiça. O inquérito policial deve ser concluído em 10 dias.

Veja como o suspeito agiu:

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por Mais Goiás (@maisgoias)

 

Golpe do novo número

O ‘golpe do novo número’ acontece quando o criminoso se passa por um conhecido ou familiar da vítima, diz que criou uma nova conta no WhatsApp e depois pede uma certa quantia em dinheiro. A vítima, geralmente pessoa idosa, acata ao pedido e transfere o valor ao criminoso.

O golpe somente é descoberto quando a pessoa que realizou a transferência liga para o familiar, que informa que não fez pedido algum para a referida vítima.

Golpe do PIX

Diferente do ‘golpe do novo número’, o ‘golpe do PIX’ acontece quando um criminoso invade o sistema do banco e transfere o dinheiro da conta da vítima para outras contas através do PIX. Segundo Olemar Santiago, as vítimas relatam à polícia que o dinheiro simplesmente ‘sumiu da conta’. Esse tipo de golpe ainda é investigado pela delegacia, mas o investigador alerta aos cuidados que devem ser tomados. Veja:

  • Entrar apenas em canais oficiais dos bancos;
  • Não compartilhar dados com terceiros;
  • Sempre criar senhas complexas;
  • Não clicar em links suspeitos;
  • Não anotar senhas em papeis;
  • Em caso de dúvidas, sempre entrar em contato com a agência bancária;
  • Por fim, há no Banco Central do Brasil uma aba chamada “Registrato”, onde a população pode consultar de maneira gratuita informações sobre chaves Pix, empréstimos e financiamentos, contas em banco e outros que estão em seu nome.Golpe do PIX: mulher perde R$ 65 mil e tem que adiar sonho de comprar casa; leia.