Do Mais Goiás

Suspeito de matar empresário com marretadas e facadas é preso em Formosa

Crime teria sido motivado por uma dicussão sobre um imóvel

Suspeito de matar empresário com marretadas e com 34 facadas é preso em Formosa - Junto com a Polícia Militar (PM), a Polícia Civil prendeu um homem, de 40 anos suspeito de matar um empresário, 50, com marretadas e com 34 facadas em Formosa, no Entorno do Distrito Federal. O crime aconteceu no sábado (11), mas o suspeito foi preso no domingo (12). De acordo com a polícia, uma discussão por um imóvel motivou o homicídio.
Imagem ilustrativa (Foto: Reprodução - Pixabay)

As polícias Civil e Militar prenderam um homem, de 40 anos, suspeito de matar um empresário com marretadas e com 34 facadas em Formosa, no Entorno do Distrito Federal. O crime aconteceu no sábado (11), mas o suspeito foi preso no domingo (12). De acordo com as investigações, uma discussão por um imóvel motivou o homicídio.

A Polícia Civil informou que a vítima tinha 50 anos desapareceu no sábado, após sair da sua empresa. A família avisou aos policiais que o desaparecido havia discutido com um homem, o que levantou a hipótese de homicídio. Na imóvel do suspeito, os civis encontraram uma casa em obras, trancada, mas com água na garagem.

No local, os policiais também encontraram um carro com porta-malas aberto e sem carpete. O suposto autor do crime também estava no local e foi abordado, mas negou o homicídio. Entretanto, os civis encontraram um calça suja com resquícios de sangue.

Suspeito de matar empresário com marretadas e facadas confessou o crime

Posteriormente, o homem confessou o crime e disse que foi motivado por uma discussão sobre o aluguel do lote, onde ele morava. O investigado contou onde o crime havia acontecido e onde deixou o corpo do empresário. Conforme o investigado, o cadáver foi retirado de Formosa e jogado na rodovia DF-100, no Ribeirão Jacaré (no Distrito Federal).

Segundo o exame do Instituto Médico Legal (IML), o suspeito de matar o empresário o atingiu com três marretadas e depois o esfaqueou por 34 vezes.