TROCA DE TIROS

Suspeito de matar bombeiro em Itumbiara morre em confronto com a PM

Thales Prateado, que era monitorado por tornozeleira eletrônica, atirou com um revólver calibre 38 contra militares da CPT


Aulus Rincon
Do Mais Goiás | Em: 06/08/2020 às 15:09:07

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Um homem de 26 anos, que era monitorado por tornozeleira eletrônica, morreu após troca de tiros com militares da Companhia de Patrulhamento Tático (CPT), no final da noite de quarta-feira (5), em Itumbiara. Thales Prateado, segundo a Polícia Militar (PM), é o principal suspeito de ter assassinado, no último mês de abril, um sargento do Corpo de Bombeiros.

Militares que faziam patrulhamento pelo Jardim Bandeirantes desconfiaram, quando, ao se aproximar de um veículo GM Celta, o condutor saiu em alta velocidade. Após perseguição, o motorista desceu do carro perto de uma mata, atirou contra os policiais, e tentou fugir correndo a pé.

Baleado no confronto, Thales, que era monitorado por tornozeleira eletrônica, ainda foi socorrido, mas morreu pouco tempo após chegar no Hospital Municipal de Itumbiara. Com ele, que já tinha condenações por roubo e tráfico de drogas, os PMs apreenderam um revólver calibre 38, e um tablete de maconha.

De acordo com a PM, Thales é o principal suspeito de ter assassinado, no último dia 21 de abril, o sargento do Corpo de Bombeiros, Wesley Rodrigues dos Santos, de 47 anos. O militar foi morto com tiros na cabeça quando estava, fora do horário de serviço, na porta de uma distribuidora de bebidas, no Setor Dona Marolina.

O bombeiro militar Wesley Rodrigues dos Santos, de 47 anos, foi morto a tiros na porta de uma distribuidora de bebidas em Itumbiara. (Foto: reprodução)

O bombeiro militar Wesley Rodrigues dos Santos, de 47 anos, foi morto a tiros na porta de uma distribuidora de bebidas em Itumbiara. (Foto: reprodução)