Suspeito de atropelar ex-mulher e filho é preso em Goiânia

O caso ocorreu por volta das 13 horas, no cruzamento da Rua Caramuru com a General Rondon, no Setor Jardim da Luz, em Goiânia. Segundo familiares do suspeito, tudo ocorreu porque ele não aceitou término de relacionamento


Larissa Lopes
Do Mais Goiás | Em: 07/08/2019 às 10:29:00

Veículo ficou destruído após bater o muro (Foto: Divulgação/PM)
Veículo ficou destruído após bater o muro (Foto: Divulgação/PM)

Na terça-feira (6) um homem foi preso por tentar matar a ex-esposa e o filho de cinco anos atropelados. O motivo seria porque Cristiano Barbosa Pereira, de 33 anos não aceita a separação com Suellen Cristina Ferreira, de 28. O caso ocorreu por volta das 13 horas, no cruzamento da Rua Caramuru com a General Rondon, no setor Jardim da Luz, em Goiânia.

Na ocasião, as vítimas estavam na companhia da irmã e sobrinha do suspeito. Elas disseram que Cristiano tentou atropelá-las mas não conseguiu. Entretanto, ele manobrou o carro e atingiu a ex-mulher e o filho. Após o impacto, o carro colidiu contra o muro de uma residência. O suspeito foi detido por populares até a chegada da Polícia Militar (PM). Ele foi preso em flagrante.

Segundo a delegada Paula Meotti, titular da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam), em depoimento, o homem alegou que estava nervoso e a intenção era apenas assustar as vítimas. “Por outro lado, os familiares de Cristiano disseram que ele havia gritado antes do ocorrido que queria matá-los”, afirma.

O homem apresentou versões confusas, segundo a polícia. “Ele disse que não foi por conta da separação, e, que inclusive ele já estava em outro relacionamento e estava separado da esposa há cerca de 30 dias”, conta a delegada. Mais uma vez os parentes dele o contradisseram e afirmaram que Cristiano e a vítima estavam separados há dois dias e que ele não estava aceitando o término.

A mulher e a criança foram levados para o Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo), mas passam bem e não correm risco de morrer. Segundo a delegada, Cristiano será indiciado por tentativa de feminicídio e também por tentativa de homicídio.