Feminicídio

Suspeito de atear fogo em ex-companheira em São Paulo é preso em Goiás

O crime ocorreu em outubro de 2018. Vítima teve 70% do corpo queimado e permaneceu trancada em um quarto durante 17h. A mulher morreu quatro dias depois


Da Redação
Do Mais Goiás | Em: 22/07/2019 às 09:02:17

Alex Alexandre Ferreira é suspeito do feminicídio da ex-companheira Sheron Chaves Monteiro, em 2018 (Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal)
Alex Alexandre Ferreira é suspeito do feminicídio da ex-companheira Sheron Chaves Monteiro, em 2018 (Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal)

A Polícia Civil (PC) de Goiás prendeu na sexta-feira (19) um homem suspeito de atear fogo em sua ex-companheira. O crime aconteceu em São Paulo, em outubro de 2018. Alex Alexandre Ferreira é suspeito do feminicídio de Sheron Chaves Monteiro, morta após ter o corpo queimado e ficar presa em um quarto por 17 horas.

Sheron Chaves tinha 34 anos, teve mais de 70% do corpo queimado e faleceu quatro dias depois do ataque. De acordo com informações da PC, o suspeito fugiu para Goiás depois do crime. A prisão preventiva foi cumprida em operação da Delegacia Estadual de Investigação de Homicídios (DIH) e teve apoio da Gerência de Operações de Inteligência.

A PC marcou entrevista coletiva, na manhã desta segunda-feira (22), para apresentar informações da investigação que levou à prisão do suspeito.