Suspeito de ameaça é preso com arma furtada de policial civil, em Goiatuba

Homem ameaçava qualquer pessoa que viesse a confrontá-lo e acabou sendo denunciado diversas vezes

Após uma série de denúncias de ameaça, homem é preso em Goiatuba com arma que havia sido furtada de um policial civil, em Aparecida
Homem ameaçava qualquer pessoa que viesse a confrontá-lo e acabou sendo denunciado diversas vezes (Foto: Divulgação/PC)

Após uma série de denúncias de ameaça, a Polícia Civil cumpriu mandado de busca e apreensão contra um homem de 58 anos, na cidade de Goiatuba, interior de Goiás. Durante as buscas realizadas na última semana, os agentes encontraram uma arma furtada de um policial civil, em junho, em Aparecida de Goiânia. Por conta da posse ilegal de arma, o homem acabou sendo preso em flagrante.

De acordo com a Delegacia de Goiatuba, o mandado foi cumprido na residência do suspeito, ocasião em que os policiais civis localizaram uma pistola calibre 380, além de inúmeras munições de diversos calibres. Durante consulta ao sistema da corporação, os agentes descobriram que se tratava da arma furtada de um policial.

Ao Mais Goiás, o delegado Patrick Carniel, responsável pelo caso, explicou que o homem ameaçava qualquer pessoa que viesse a confrontá-lo. “Qualquer briga que arrumasse na rua, ele mostrava a arma e ameaçava a pessoa. Se ele batesse o carro, por exemplo, mostrava a arma como forma de ameaça. Mas não são todas as pessoas que denunciam, né?”, explicou.

O investigador diz que o caso corre em sigilo, mas detalha que o suspeito teria, inclusive, cometido injúria racial contra um homem e ainda o ameaçado com o revólver.

A arma

Segundo Carniel, o suspeito alega que tinha, na realidade, uma outra arma calibre 38. Porém, havia trocado recentemente pela arma furtada. Sem a documentação, a justificativa não foi o bastante e o suspeito foi encaminhado ao Hospital Municipal para a realizar um exame de corpo de delito. Posteriormente, foi levado à Unidade Prisional de Goiatuba, onde se encontra à disposição do Poder Judiciário.

Quanto ao furto da arma, o delegado disse que até onde se sabe, ela pertencia a um policia civil aposentado, que passou mal e foi socorrido às pressas. Na ocasião, a arma acabou sendo furtada e, até então, nunca mais havia sido vista e nenhum suspeito identificado.

O homem, agora preso, não é suspeito de furtar a arma do policial civil, apenas de ameaçar as pessoas com o revolver e receptação, por conta da posse ilegal de arma.