Suspeito da chacina no setor Vera Cruz morre em confronto com a Rotam

Cleiton, conhecido com “Cirilo”, foi baleado após troca de tiros com a polícia. O outro suspeito, Lucas, conhecido como “Titela” foi rendido após tentar fugir do local

Um dos suspeitos de participar da chacina do setor Vera Cruz, ocorrida no dia 29 de julho, morreu e outro foi detido após confronto com policiais de Rondas Ostensivas Táticas Metropolitanas (Rotam) na noite dessa quinta-feira (10). Eles estavam escondidos, junto com uma jovem, em uma residência no município de Senador Canedo, Região Metropolitana de Goiânia.

Segundo informações da PM, o grupo foi localizado por meio de uma denúncia feita por WhatsApp. Quando os policiais chegaram ao local, os suspeitos tentaram fugir pulando o muro da residência. Cleiton, conhecido como “Cirilo” entrou em confronto com os policiais e foi morto.

Lucas, conhecido com “Titela”, tem várias passagens pela polícia. Ele responderá por homicídio, associação criminosa e porte de arma de fogo.

Uma jovem que estava na casa também foi presa. Os policiais não conseguiram confirmar se ela teve participação na chacina.

Crime

A chacina, que deixou três mortos, ocorreu no dia 29 de julho no Setor Vera Cruz, em Goiânia. Os suspeitos estavam atrás de dois homens para um possível acerto de contas, mas invadiram uma casa onde um deles se refugiou e acabaram alvejando também uma criança.

Warley Cristofer Machado da Cruz, um dos alvos dos atiradores, foi morto no local onde morava. Fabiano Rodrigues, que estava com ele, fugiu e entrou na casa do avô de Júlia Martins Rodrigues, de 4 anos. Ela foi baleada e morreu no local. Fabiano, também alvejado, foi socorrido, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no Hospital de Urgências Governador Otávio Siqueira Lage (Hugol).