Do Mais Goiás

Suposto coordenador de campanha em Trindade é detido por jogar panfletos contra Dr. Antônio (DEM)

"Eles estão desesperados", disse o governador Ronaldo Caiado em vídeo, sobre a atitude; coligação de George Morais diz que ele não é coordenador

Coordenador de campanha em Trindade é detido por jogar panfletos contra Dr. Antônio (DEM)
Coordenador de campanha em Trindade é preso por jogar panfletos contra Dr. Antônio (DEM)

Coordenador da campanha do candidato à prefeitura de Trindade George Morais (PDT), o ex-presidente da Câmara municipal e ex-vereador Valdenir Vieira dos Santos foi detido na madrugada deste sábado (14). A Polícia Militar abordou o suspeito por jogar na rua panfletos depreciativos contra o também postulante ao paço, Dr. Antônio (DEM), no setor Mariapolis.

Em vídeo, um agente encontra no carro de Valdenir uma caixa com panfletos, além da quantia de R$ 1.060 em dinheiro (R$ 950 e mais R$ 110 que ele admitiu ter dentro do veículo). Segundo o coordenador, o valor era para a compra de um liquidificador.

A abordagem aconteceu no setor Mariapolis, onde também foram jogados os papeis, além de outros bairros. Destaca-se, ainda, que o governador Ronaldo Caiado (DEM) gravou um vídeo comentando o ocorrido. “Eles estão desesperados”, afirmou sobre a atitude. Dr. Antônio é candidato do democrata.

O portal entrou em contato com Valdenir, mas ele desligou a chamada após a reportagem se identificar. O Mais Goiás também pediu um posicionamento à campanha do pedetista. Em nota, eles informaram que “o Comitê Jurídico da Coligação Rumo a vitória vem (…) esclarecer que a pessoa abordada pela Polícia Militar não é coordenador de campanha do Dr. George Morais, que concorre ao cargo de Prefeito”.

Além disso, afirma que a coligação e o candidato George Morais desconhecem o material que teria sido encontrado na referida ocasião. “Tal fato não passa de uma tentativa frustrada de vincular a campanha da coligação com fatos com os quais não coaduna”.

Confira na íntegra:

O Comitê Jurídico da Coligação “RUMO À VITÓRIA” vem por meio da presente nota esclarecer que a pessoa abordada pela Polícia Militar não é coordenador de campanha do Dr. George Morais, que concorre ao cargo de Prefeito.

De igual modo, a coligação assim como o candidato Dr. George Morais, afirmam que desconhecem o material que teria sido encontrado na referida ocasião.

Tal fato não passa de uma tentativa frustrada de vincular a campanha da Coligação “RUMO À VITÓRIA” com fatos com os quais não coaduna.