Do Mais Goiás

‘Rachadinha’ na Câmara de Goiatuba leva ao indiciamento de três vereadores

Prejuízo causado aos cofres públicos foi de pelo menos R$ 450 mil, de acordo com a polícia

Dois vereadores terão de devolver R$ 90,6 mil aos cofres públicos, em Goiatuba
Dois vereadores terão de devolver R$ 90,6 mil aos cofres públicos, em Goiatuba

A Polícia Civil indiciou três vereadores e outras cinco pessoas por suposta participação em um esquema de ‘rachadinha’ que desviou pelo menos R$ 250 mil dos cofres públicos. Um deles seria o beneficiário do esquema e outros dois, que sabiam da fraude, ficaram calados. A polícia não divulgou o nome dos vereadores.

Todos foram indiciados por peculato.

A investigação apurou que o vereador atuou entre os anos de 2017 a 2020, período em que foram desviados aproximadamente R$ 250 mil da Câmara dos Vereadores de Goiatuba, somente por meio de um dos funcionários indicados pelo vereador.

Parte do dinheiro foi gasto até para pagar uma cesárea e outra para adquirir um imóvel. Outra parte foi depositada na conta de um amigo do vereador e o que sobrou foi sacado na boca do caixa, por servidores que trabalhavam para o vereador investigado.

O esquema consistia na indicação de particulares para trabalharem na Câmara. Essas pessoas ocupavam cargos em co, apesar de nomeados, tais servidores jamais desempenharam as atividades remuneradas e que seus proventos eram destinados, parcial ou integralmente, em proveito do vereador que as indicou para o cargo comissionado.

Somados os valores dos outros funcionários indicados pelo vereador investigado, que não realizaram a função para a qual foram nomeados, os valores chegam a R$ 450 mil.

Dois ficaram calados

O desvio de verba pública só foi possível, de acordo com a polícia, porque houve anuência de outros dois vereadores que exerciam funções de controle e chefia dentro da Casa Legislativa. Por isso, serão responsabilizados pelos crimes também.

O inquérito policial concluído nesta quarta (30) será remetido ao Poder Judiciário para as providências processuais cabíveis.