Gara uruguaia

Suárez volta, marca dois, e Uruguai vence a Inglaterra

Atacante foi decisivo na partida emocionante no Itaquerão


mgadmin
Do Mais Goiás | Em: 19/06/2014 às 18:14:13


Em mais uma disputa emocionante entre campeões mundiais, o Uruguai venceu a Inglaterra por 2 a 1 no Itaquerão, em São Paulo. E o crédito é todo de Luis Suárez, que voltou de lesão e marcou os dois gols uruguaios. Com o resultado, os sul-americanos seguem vivos na Copa, e a Inglaterra dependerá do resultado de Itália x Costa Rica para seguir com chances.

Aos 8 minutos, o nervosismo das duas equipes apareceu quando Godín cortou uma jogada da Inglaterra na frente da área com a mão. Ele recebeu o amarelo. Na cobrança, Rooney colocou no canto direito, Muslera não se mexeu, mas a bola saiu raspando a trave. O Uruguai respondeu aos 15 com uma bomba de Cristian Rodríguez que saiu por cima do gol de Hart.

Com Suárez no lugar de Forlán e várias mudanças com relação à derrota para Costa Rica na estreia, o Uruguai trocava passes, mas tinha dificuldade na conclusão das jogadas. Aos 26, Suárez cobrou escanteio rasteiro e Cavani finalizou por cima, dentro da área. Cinco minutos depois, Gerrard cobrou falta da esquerda e Rooney, quase dentro do gol, cabeceou no travessão.

A Inglaterra jogava com Sterling na ponta direita, Welbeck na esquerda e Rooney centralizado, mais próximo de Sturridge. Porém, a forte marcação uruguaia neutralizava as jogadas de lado do adversário.
Em um contra-ataque que começou com Álvaro González, Lodeiro brigou pela bola no meio e acionou Cavani na esquerda. O centroavante esperou Suárez entrar na área pelas costas de Jagielka e cruzou na cabeça do camisa 9. Ele cabeceou no contrapé de Hart e abriu o placar, aos 37 minutos.

Em seis minutos no segundo tempo, o Uruguai perdeu duas chances de ampliar. Aos 3, Suárez cobrou escanteio rasteiro e a bola tomou o caminho do gol. No reflexo, Hart caiu para rebater em cima da linha. Aos 6, Cavani tabelou com Lodeiro pela esquerda e recebeu na cara do gol. Hart saiu nele e o chute saiu pela esquerda do goleiro.

Wayne Rooney voltou a aparecer aos 8. Baines cruzou da esquerda, o camisa 10 dominou dentro da área e chutou de canhota. Muslera caiu bem para defender o chute à queima roupa. Aos 16, após disputar a bola com Sterling, o lateral uruguaio Álvaro Pereira ficou desmaiado em campo. O joelho do inglês sobrou em seu rosto. Mas Pereira acordou e brigou com os médicos para seguir na partida.

A partir daí, a Inglaterra tomou conta da partida e empurrou o Uruguai para seu campo defensivo. E o empate veio aos 30. Glen Johnson driblou Godín na direita e cruzou rasteiro para Rooney apenas encostar para o gol. Dois minutos depois, novamente Muslera salvou o Uruguai em chute de Sturridge, após girar em cima de Godín.

Mas em um lance típico de contra-ataque, Muslera deu o balão para a frente, Cavani disputou no ar com Jagielka, que raspou de cabeça na bola e ela saiu limpa para Suárez disparar com liberdade. Ele invadiu a área pela direita e soltou a bomba na saída de Hart.

COPA DO MUNDO, GRUPO D, 19/06/2014

URUGUAI 2 x 1 INGLATERRA

Local: Itaquerão, São Paulo
Arbitragem: Carlos Velasco Carballo, auxiliado por Roberto Alonso Fernandez e Juan Yuste
Cartões amarelos: Godín (U); Gerrard (I)

Gols:
No primeiro tempo, Luis Suárez (U), aos 37 minutos; no segundo tempo, Wayne Rooney (I), aos 30, e Luis Suárez (U), aos 39

URUGUAI: Muslera; Cáceres, Godín, Giménez e Álvaro Pereira; Arévalo Rios, González (Fucile 33’/2ºT), Cristian Rodriguez e Lodeiro (Stuani 20’/2ºT); Suárez (Coates 44’/2ºT) e Cavani. Técnico: Óscar Tabárez

INGLATERRA: Hart; Glen Johnson, Cahill, Jagielka e Baines; Gerrard, Henderson (Lambert 44’/2ºT), Rooney, Sterling (Barkley 19’/2ºT) e Welbeck (Lallana 24’/2ºT); Sturridge. Técnico: Roy Hogdson