Agência Brasil

STJ abre processo contra magistrados acusados de venda de sentenças

Ação penal é contra quatro desembargadores e três juizes da Bahia

STJ suprime atenuante de pena de dois réus condenados por tráfico de drogas em Senador Canedo
STJ suprime atenuante de pena de dois réus condenados por tráfico de drogas em Senador Canedo

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) abriu hoje (6) ação penal contra quatro desembargadores do Tribunal de Justiça da Bahia (TJBA) e três juízes estaduais acusados dos crimes de organização criminosa e lavagem de dinheiro. Com a decisão, todos passam à condição de réus no processo.

Os magistrados e mais oito réus são usados de participar de um suposto esquema de venda de sententas, que operou entre 2013 e 2019, para legitimar a grilagem de terras no oeste da Bahia. Os fatos foram investigados na Operação Faroeste da Polícia Federal (PF).

Além da abertura de processo, a Corte Especial do STJ também decidiu manter o afastamento dos magistrados dos cargos por um ano.