Do Mais Goiás

Stephany Rosa, do meme ‘bêbada de Curitiba’, morre de câncer aos 30 anos

Desde agosto de 2018 ela lutava contra um câncer no ovário e passou por diferentes tipos de tratamento, inclusive fora do Brasil

câncer Stephany Rosa, do meme bêbada de Curitiba', morre de câncer aos 30 anos
Desde agosto de 2018 ela lutava contra um câncer no ovário e passou por diferentes tipos de tratamento, inclusive fora do Brasil

Na última segunda-feira (13) o Brasil perdeu uma grande conhecida por quem gosta de vídeos engraçados na internet. Stephany Rosa, lembrada como o meme “bêbada de Curitiba” por causa do vídeo em que aparece visivelmente embriagada em uma reportagem de TV, morreu aos 30 anos vítima de um câncer.

A jovem virou meme em 2012 após ser detida na Lei Seca com sinais de embriaguez. Um repórter da Rede Massa, afiliada ao SBT, entrevistou Stephany e o vídeo teve bastante repercussão, sendo lembrado até hoje, oito anos após o acontecimento.

Desde agosto de 2018 Stephany lutava contra um câncer no ovário. Após receber o diagnóstico da doença, ela passou por diferentes tipos de tratamento, inclusive fora do Brasil.

A última publicação dela nas redes sociais foi feita em junho deste ano. No post, Stephany pedia ajuda financeira para um tratamento alternativo contra a doença, por causa da falta de resultados do tratamento convencional.

“Como a maioria de vocês já sabe, luto contra o câncer há quase dois anos. E resisti em pedir ajuda financeira, mas agora, sem perspectiva de eficácia do tratamento na medicina tradicional, estou atrás de alguns recursos da medicina alternativa, bem como uma cuidadora e algumas outras coisas”, escreveu a “bêbada de Curitiba” no Facebook.

A vaquinha online feita por Stephany Rosa tinha o objetivo de arrecadar R$ 20 mil. Com a ajuda de internautas que se tornaram fãs da moça por causa do meme “bêbada de Curitiba”, as doações passaram de R$ 120 mil. Contudo, ela não conseguiu resistir ao avanço do câncer.

A conhecida da internet chegou a publicar um vídeo em que contava o motivo de pedir ajuda.

“Faço tratamento há dois anos, já passei por três cirurgias, quatro protocolos de quimioterapia e me falaram que não tinha mais o que fazer aqui no Brasil, que eu seria um experimento para um grupo de estudo no hospital MD Anderson no Texas, Estados unidos”. Confira o vídeo:

Nas redes sociais, familiares, amigos e admiradores de Stephany lamentaram a morte da curitibana.

“Conheci a Stéh há 12 anos, ela era amiga da filha de uma amiga. Seu filho tinha 3 aninhos… foi uma guerreira e com certeza descansa em paz. Que Deus conforte o coração de sua família”, escreveu um internauta. “Você me proporcionou boas risadas. Sua alegria contagiou a todos. As vezes fico pensando que Deus age de formas diferentes”, publicou outro.

O sepultamento de Stephany está previsto para o começo da tarde desta terça-feira (14).

Relembre o meme “bêbada de Curitiba”