Edifício Andreia

Sobe para seis o número de mortos no desabamento de prédio em Fortaleza

Quatro pessoas ainda estão desaparecidas e outras sete foram resgatadas com vida. Segundo Secretaria de Segurança, que coordena as buscas, trabalhos vão continuar ininterruptamente até que todos sejam removidos do local


Agência Brasil
Agência Brasil
Do Agência Brasil | Em: 18/10/2019 às 08:29:47

Segundo nota da Secretaria de Segurança de Fortaleza, buscas continuarão até que todos sejam removidos do local. Agora, são seis mortos; quatro ainda estão desaparecidos (Foto: Bombeiros/Ceará)
Segundo nota da Secretaria de Segurança de Fortaleza, buscas continuarão até que todos sejam removidos do local. Agora, são seis mortos; quatro ainda estão desaparecidos (Foto: Bombeiros/Ceará)

Mais um corpo foi retirado dos escombros o Edifício Andréa, em Fortaleza, aumentando para seis o número de mortos do desabamento. Segundo a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social, trata-se de Rosane Marques de Menezes, de 56 anos. O cadáver foi encontrado e removido do local às 21h10 de quinta-feira (17).

“Outras quatro pessoas foram reportadas por parentes como presentes no edifício no momento do desmoronamento e seguem como desaparecidas. Sete pessoas foram resgatas com vida pelos Bombeiros”, diz ainda a nota divulgada pela secretaria.

De acordo coma a Secretaria de Segurança, os trabalhos de busca das vítimas do desabamento do continuam ininterruptamente até que todas sejam retiradas dos escombros.  “Servidores do Sistema de Segurança cearense atuam de forma ininterrupta nas buscas por sobreviventes”.

Edifício Andréa desabou na manhã de terça-feira (15), segundo relatos de moradores, prédio passava por obras

Edifício Andréa desabou na manhã de terça-feira (15), segundo relatos de moradores, prédio passava por obras (Foto: Bombeiros/Ceará)

Além de Rosane Marques de Menezes, morreram também na tragédia: Frederick Santana dos Santos, 30 anos; Izaura Marques Menezes, de 81 anos; Antônio Gildásio Holanda Silveira, de 60 anos; Nayara Pinho Silveira, 31 anos; e Maria da Penha Bezerril Cavalcante, de 81 anos.

O prédio desabou na manhã de terça-feira (15), por volta das 10h30. Localizado no cruzamento da Rua Tibúrcio Cavalcante com Rua Tomás Acioli, no Bairro Dionísio Torres, as informações são de que o imóvel vinha passando por obras.