Luto

Sob forte comoção, corpo de Paulo Garcia é enterrado no Cemitério Jardim das Palmeiras

Diversas autoridades estiveram no velório e prestaram solidariedade à família do ex-prefeito ao longo desse domingo (30)


Karla Araujo
Do Mais Goiás | Em: 31/07/2017 às 09:38:46

Paulo Garcia foi enterrado no fim da tarde desse domingo (30) (Foto: Thiago Burigato)
Paulo Garcia foi enterrado no fim da tarde desse domingo (30) (Foto: Thiago Burigato)

O corpo do ex-prefeito de Goiânia Paulo Garcia foi enterrado no fim da tarde desse domingo (30), no Cemitério Jardim das Palmeiras, na capital. Centenas de pessoas acompanharam o velório e o enterro. Sob forte comoção, amigos e familiares se despediram de Paulo. As bandeiras de Goiânia, da Universidade Federal de Goiás (UFG) e do Atlético Goianiense foram colocadas em cima do caixão.

Diversas autoridades prestaram solidariedade à família ao longo do dia. No início da tarde, o prefeito Iris Rezende (PMDB) foi ao velório e lamentou a morte de seu ex-vice. “Estamos consternados porque há pouco tempo ele convivia com a cidade como prefeito, durante praticamente 7 anos. Temos que lamentar. Em sinal de respeito e consideração ao seu passado, decretamos luto oficial de três dias”, afirmou o prefeito.

O presidente da Câmara Municipal de Goiânia, Andrey Azeredo, também esteve no velório e disse que Paulo foi um grande amigo que lhe deu inúmeras oportunidades. “Paulo Garcia não foi compreendido pelas pessoas de seu tempo. Paulo era um visionário, um vanguardista. Ele trabalhou incessantemente e trouxe inovações que serão fomentadas e aperfeiçoadas ao longo dos anos”, afirmou Azeredo.

O presidente do PSD e titular da Secima Vilmar Rochar contou que conversava com o ex-prefeito para que ele não deixasse a política. “Era para ele ser candidato a deputado federal na próxima eleição representando a região metropolitana de Goiânia. Convidei ele para ir para o PSD. Ele não tinha dito que ia filiar, mas tinha admitido conversar. Inclusive, na semana passada falei com o Kassab e discuti com ele essa hipótese”, afirmou o secretário.

Já o ex-presidente da Comurg Edilberto Dias destacou o trabalho de incentivo à saúde realizado por Paulo quando era prefeito de Goiânia. “Construiu vários parques na Capital, reformou outros, e fez 100 quilômetros de ciclovias, que é o legado que Paulo Garcia deixa para Goiânia. Era um prefeito com visão do futuro. A história vai saber reconhecer seu local no tempo”, lembrou Dias.

Acompanhado da primeira-dama, Valéria Perillo, o governador Marconi Perillo (PSDB) também esteve no velório e destacou o relacionamento que teve com o ex-prefeito. “Nossa amizade começou na parceria administrativa e evoluiu para uma relação de confiança, de respeito e de muitas parcerias. Eu tinha muito carinho pelo Paulo Garcia.”

Nascido em 13 de maio de 1959 em Goiânia, Paulo Garcia era médico neurocirurgião e casado com a médica Tereza Beiler, com quem teve dois filhos. Formado pela Universidade Federal de Goiás (UFG), foi professor, presidente da Unimed, suplente de vereador, deputado estadual e prefeito da Capital de 2010 a 2016. Ele morreu de infarto por volta das 4h30 da madrugada de domingo, no apartamento em que mora, no Setor Bueno, em Goiânia.