Cinema

Sob críticas, produtor explica porque Johnny Depp foi escalado para Animais Fantásticos

Para David Heyman, o filme precisava de alguém sinistro e sedutor ao mesmo tempo




Uma semana antes da estreia de Animais Fantásticos e Onde Habitam, foi revelado que o ator Johnny Depp iria estrelar em toda a série como o vilão Gerardo Grindelwald, o maior bruxo das trevas a viver no mundo de Harry Potter antes de Voldemort e que é derrotado por Alvo Dumbledore nos anos 1940.

 

Porém, a escalação de Depp gerou reclamações na internet: o ator acabara de chamar a atenção pelas acusações – e fotos chocantes – de agredir sua esposa, Amber Heard. Porém, segundo a Collider, o diretor David Yates e o produtor David Heyman já queriam Depp no papel há muito tempo e tudo já estava acertado (e até gravado) antes do escândalo estourar.

 

“Queríamos que um ator icônico fizesse Grindelwald, pois ele é um personagem icônico e importante para nossa história. Sua habilidade de persuadir as pessoas, de conquistar corações e mentes, é fundamental para a história dele”, explicou Heyman. Ele continua: “Queríamos alguém que pudesse ser sedutor, original, um grande ator, e é isso que Johnny Depp é. Ele pode ser irresistível, poderoso e possui personagens incríveis sem fazer escolhas óbvias”.

 

Outros fãs ficaram insatisfeitos por terem gostado muito da performance de Colin Farrell no filme, achando um certo desperfício trocar Farrell por Depp, ainda mais no meio de uma controvérsia. Indignados, muitos internautas foram tirar satisfação com JK Rowling no Twitter: feminista atuando, fãs acharam contraditório defender a escalação de Depp.

 

Muitos temem que o sucesso do filme ofusque o caso de violência. Nem o estúdio, nem a autora nem os produtores se pronunciaram sobre o caso até agora, denunciado em agosto. Enquanto isso, Animais Fantásticos e Onde Habitam já passou dos US$ 200 milhões pelo mundo.