Quadro de saúde

Sírio-Libanês informa que Caiado está estável e deve ter alta nos próximos dias

Governador deu entrada no Hospital do Coração de Goiás ontem e na mesma data mesmo foi transferido para São Paulo


Francisco Costa
Do Mais Goiás | Em: 10/10/2019 às 15:49:06

Foto: Jefferson Rudy
Foto: Jefferson Rudy

O Hospital Sírio-Libanês divulgou, na tarde desta quinta-feira (10), um boletim médico informando o quadro de saúde do governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM). Segundo a nota, “o paciente encontra-se estável, com previsão de alta nos próximos dias.  Ele está sendo acompanhado pela equipe do Prof. Dr. Roberto Kalil Filho”.

Ronaldo Caiado deu entrada no Hospital do Coração de Goiás, na última quarta-feira (9), no começo da tarde, sob suspeita de insuficiência coronária. “Na instituição, ele foi submetido a um cateterismo cardíaco. Na mesma noite, foi transferido para o Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo”, lembrou o boletim do Sírio-Libanês.

Sírio-Libanês descarta infarto

Mais cedo, nesta quinta-feira (10), médicos do hospital de São Paulo realizaram testes e não detectaram infarto do governador. Ele passou por uma bateria de exames, incluindo cateterismo e angioplastia pela manhã.

Caiado, que foi transferido de Goiânia para o Sírio-Libanês, na noite de quarta-feira (9), deverá permanecer por 24 horas na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital. Ontem, antes da transferência, a equipe do governador chegou a afirmar que ele receberia alta nesta quinta-feira, o que não deve acontecer, conforme este último boletim.

Fonte próxima a Caiado

Uma fonte próxima ao governador, em Goiás, que preferiu não ser identificada, afirmou ao Mais Goiás, pela manhã, que Caiado é cuidadoso com a saúde e prefere reforçar a prevenção do que a medicação. “Ele é muito cuidadoso. Faz exames regulares e sempre que tem algum mal estar faz nova bateria de exames. A gente assusta, mas para ele isso é natural”, relatou uma pessoa ligada ao Palácio.

Além de exames para diagnosticar problemas relacionados ao coração, o governador passou por exames de imagem e laboratoriais, para investigar também se os sintomas vieram do sistema respiratório ou digestivo. Segundo outra fonte que está em São Paulo, há uma hipótese de ser uma pequena inflamação no esôfago, numa região próxima ao coração.

Ainda na quarta-feira, o secretário de Estado da Saúde de Goiás, Ismael Alexandrino, concedeu uma entrevista coletiva e disseque o governador Ronaldo Caiado teve, na verdade, uma dor epigástrica, que é uma dor na região do estômago. O titular da pasta ainda disse que conversou o governador e com toda a equipe médica, em Goiânia, e estaria tudo bem com o chefe do Executivo estadual. “Teve mal-estar, fez todos os exames e está descartado por completo o diagnóstico de infarto agudo do miocárdio”, informou.

Inicialmente, a informação divulgada pela Revista Veja e repercutida pelo Mais Goiás era de que Caiado teve um infarto. Contudo, a assessoria negou, em uma publicação no twitter. Consequentemente, o portal publicou as atualizações sobre o assunto.

ATUALIZADO ÀS 16:00.