Thiago Burigato
Do Mais Goiás

Sindsaúde encerra greve em Aparecida de Goiânia

Movimento paredista já estava suspenso desde segunda-feira (15) durante negociações com a prefeitura

O Sindicato dos Trabalhadores do Sistema Único de Saúde de Goiás (Sindsaúde) decidiu em assembleia realizada na manhã desta quinta-feira (18) pelo encerramento da greve da categoria em Aparecida de Goiânia. Um acordo firmado com a prefeitura do município garante o cumprimento parcial dos direitos previstos no Plano de Carreiras, Cargos e Vencimentos (PCCV) da categoria, como o pagamento de gratificações.

A presidente do Sindsaúde, Flaviana Alves, explicou o que ficou estabelecido: “Nós fechamos um acordo de atendimento da lei do plano que prevê o pagamento de 30% a 90% das gratificações, de acordo com as categorias e áreas”, disse. Além disso, o sindicato e a prefeitura deverão atuar juntos em busca de melhorias em cada unidade de atendimento no município.

Segundo Flaviana, uma nova rodada de negociações deve ser aberta em setembro deste ano.

Suspensão

A greve dos servidores da Saúde de Aparecida de Goiânia, foi suspensa após assembleia realizada no meio da tarde de segunda-feira (15), logo após o início de sua deflagração. Na ocasião, Flaviana Alves afirmou que a decisão foi tomada após pedido da prefeitura para que a negociação acontecesse com o serviço funcionando normalmente na cidade.

Os servidores reivindicavam o cumprimento imediato de direitos previstos no Plano de Carreiras, Cargos e Vencimentos (PCCV) da categoria como o pagamento de gratificações e progressão de carreira. Além disso, os trabalhadores exigiam a inclusão dos servidores administrativos da Saúde no PCCV, melhores condições de trabalho, diminuição da sobrecarga de trabalho, segurança nas unidades de saúde e melhores condições de atendimento para a população.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, ficou definido e acordado que o reajuste da data base será de 5,11% e já sairá nesta folha de maio. Para o pagamento das gratificações, o impacto máximo dentro da receita da Prefeitura de Aparecida é de 200 mil/mensal, respeitando os limites fiscais e financeiros da gestão. Por isso, o que está sendo proposto pela prefeitura, é a criação da gratificação de complementação de carga horária para profissionais que fazem 40 horas somadas a uma porcentagem da gratificação total prevista no plano.